conecte-se conosco


São Mateus

Barra Seca reclama que está abandonada por São Mateus

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – Desde dezembro de 2016, a localidade de Barra Seca, no litoral Norte do Espírito Santo, deixou de pertencer a Linhares e passou a compor o território do município de São Mateus. A transferência se deu pela atualização de divisas municipais dentro do Estado, procedida através da Lei 10.600/2016. Porém, a mudança prejudicou as cerca de 400 famílias que moram na vila, segundo o presidente da Associação de Moradores e Pescadores, Assemelhados e Comerciantes de Barra Seca, Flávio Messias Soares.

De acordo com Flávio, que também vive da pesca, primeiro os moradores somente foram comunicados, oficialmente, em agosto de 2018 sobre a mudança de divisa. “As divisas eram conhecidas e quem aprovou essa lei não discutiu com a comunidade nem foi ver se o que estava sendo proposta estava correto. A empresa contratada demarcou o braço artificial de rio do Barra Seca para o rio Ipiranga como se fosse uma divisa natural, o que nunca foi”, disse Flávio.

Mas, já que é lei, os 1.200 moradores tiveram que se adaptar. E foi aí que a situação complicou, porque, segundo Flávio, a Prefeitura de Linhares dava assistência periódica ao distrito, o que deixou de acontecer por parte da Prefeitura de São Mateus. E, agora, com ameaças à qualidade de vida da população e ao próprio meio-ambiente.

“Nossa água provém de poços individuais das propriedades, e não temos rede de esgoto. Todas unidades são servidas de fossas sépticas, que eram esgotadas a cada três meses pelo SAAE de Linhares, mas desde que passamos a pertencer a São Mateus nunca mais isso foi feito e hoje as fossas estão transbordando e os moradores estão tendo que fazer necessidades no mato”, disse Flávio.

O tema já foi denunciado na Câmara de Vereadores, que enviou duas notificações à Prefeitura, de acordo com Flávio Soares.

“Em novembro de 2018 fizemos um movimento para voltarmos a pertencer a Linhares e a Prefeitura de São Mateus, no mês seguinte, fez um esgotamento atropelado de algumas fossas, mas tudo muito incompleto.

Em fevereiro deste ano fomos em comitiva ao SAAE e conversamos sobre isso, falamos de nossa aprendizagem na área, que não é só esgotar, tem que também blindar as fossas. Desde 6 de maio protocolamos pedido para que esgotem nossas fossas, mas não fomos atendidos e ninguém mais pode usar banheiro em Barra Seca”, disse Flávio.

O caso já foi levado ao conhecimento da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, que notificou o município, mas nada foi resolvido, de acordo com o líder comunitário, que salienta: “Tivemos uma reunião na última segunda-feira (12 de agosto) com a Fundação Renova, quando fomos informados de que nossos níveis de coliformes fecais no rio Barra Seca e no Ipiranga são mínimos, justamente por causa do cuidado que a população tem. Fazemos o dever de casa, mas a Prefeitura de São Mateus não”.

Outros dados também preocuparam os moradores: a concentração de minério na foz do rio Ipiranga está maior do que a da última coleta e maior do que na foz do rio Doce, segundo informe da Renova, o que Flávio atribui ao baixo fluxo de água no rio Barra Seca, o que é agravado pela construção de barragens por pecuaristas a montante da foz.

Na reunião, os moradores ficaram também preocupados com a informação da Renova de que os índices do mineral boro na foz do rio Ipiranga está “muito alto”, mas salientou que isso não tem relação com o desastre de Mariana, mas com atividade petrolífera. “Há cerca de dez anos tivemos derramamento de óleo na região e agora não sabemos se ainda é resquício daquele acidente ou se continuam derramando óleo”, questionou Flávio.

Por fim, Flávio Soares cobra uma posição da Prefeitura de São Mateus para as demandas de Barra Seca. “Do contrário, é melhor que nossa região volte para Linhares ou passe a pertencer a Jaguaré ou Sooretama, que também a reclamam”, disse o líder comunitário.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Em plenário, G5 diz sim à permanência do Saae São Mateus
publicidade

São Mateus

Briga de casal vai parar em delegacia no balneário de Guriri

Publicado

em

Por causa de ciúmes, uma dona de casa identificada pelas iniciais M.A.B.N, moradora de Guriri tentou impedir que o marido com quem convive há oito anos saísse de casa, e os dois acabaram se agredindo e foram parar na Delegacia da Polícia Civil.

A situação aconteceu na tarde desta quarta-feira e foi preciso a intervenção de uma irmã da mulher para que o caso fosse levado ao conhecimento da Companhia da Polícia Militar.

A mulher disse que foi agredida primeiro por tentar que o marido saísse de casa como ele pretendia. Mas o homem contou história diferente. Disse que estava pegando algumas peças em seu guarda roupa para ir até a casa de um amigo quando a mulher, ao tentar impedi-lo acabou se machucando no braço, na fechadura.

Com a intervenção de uma irmã da mulher que a levou para o Hospital Roberto Silvares e do filho do suposto agressor, os dois foram conduzidos para a Delegacia para prestar esclarecimento. A mulher no carro da irmã e o homem no cofre da viatura, mas sem algemas.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Projeto vai orientar gestante para uma vida saudável com o bebê
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Tecnologia27 minutos atrás

Yahoo! vai apagar todos os dados do Yahoo Groups até dezembro; veja como salvar

arrow-options Getty Images Yahoo! vai excluir todos os grupos até dezembro Grupos no Yahoo! , como a maioria dos serviços...

Tecnologia27 minutos atrás

Redes sociais podem ter que passar dados de investigados à justiça; entenda

arrow-options shutterstock Dados de investigados podem ser pedidos por promotres A Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) deu parecer favorável,...

Tecnologia27 minutos atrás

iPhone 11 Pro Max está caro? Descubra quanto a Apple gasta para produzi-lo

arrow-options Divulgação/Apple Descubra quanto o iPhone 11 Pro Max custa para a Apple Ninguém discute que um iPhone custa caro...

Nacional28 minutos atrás

Homem corta pênis de estuprador ao flagrá-lo atacando sua esposa

Um homem cortou o pênis de um estuprador ao flagrá-lo atacando a sua esposa, em Shevchenkovo, na Ucrânia. O marido...

Nacional28 minutos atrás

Jacaré de 3 metros atravessa cerca, invade casa e se refresca em piscina nos EUA

arrow-options Reprodução/Instagram Equipe especializada teve que ser chamada para realizar o resgate do animal Um visitante inusitado invadiu uma casa...

Nacional28 minutos atrás

Trump confirma indicação de Todd Chapman para ser embaixador dos EUA no Brasil

arrow-options Reprodução Trump confirma indicação de Todd Chapman para assumir a embaixada dos EUA no Brasil Em um comunicado divulgado...

Nacional28 minutos atrás

Escócia perdoa homens condenados por serem homossexuais

arrow-options Carla Carniel/Código19/Agência O Globo Segundo o governo, a medida visa corrigir um erro histórico O governo da Escócia concedeu...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana