conecte-se conosco


Estadual

Banestes tem lucro recorde de R$ 63 milhões no 1º trimestre de 2019

Publicado

em

VITÓRIA (ES) – O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes S.A.) obteve um lucro líquido recorde no primeiro trimestre de 2019, registrando R$ 63 milhões no período, uma marca 171,2% superior ao registrado no trimestre comparável de 2018. Já o resultado operacional no trimestre foi de R$ 97 milhões, 74,9% maior que o alcançado na comparação com o ano anterior. Os números foram divulgados em reunião pública, promovida na manhã desta terça-feira (14), no Palácio Anchieta, em Vitória-ES. 

Para o governador do Estado, Renato Casagrande, o resultado foi extraordinário e permite projetar um resultado positivo ao fim deste ano. “Tomamos uma decisão importante de aumentar a liquidez do banco. O acordo que fizemos com a Petrobrás nos fez aportar no mês passado R$ 615 milhões. Hoje estamos aportando mais R$ 350 milhões da Participação Especial. Então, basicamente, R$ 1 bilhão foi depositado no banco nesses últimos dias. Isso dá ao banco, de fato, uma possibilidade de ampliação de capacidade de operação no mercado e, para nós, fortalecer o banco é importante”, afirmou.

Casagrande ainda comentou sobre as incertezas econômicas para este ano e a importância do Banestes para todos os capixabas. “Cabe a nós ter muita responsabilidade com esse ativo que é o Banestes. Sempre me perguntam se vou privatizar o Banestes e digo que não. Mas nenhuma empresa se sustenta se não tiver resultado. O Banestes é um banco que tem um trabalho social, está em todos os municípios do Estado e agora com a implementação de tecnologias é um banco que pode estar em todo o País e no mundo. Temos bancos públicos e privados muito fortes, mas o Banestes segue firme. O capixaba gosta e confia no Banestes”, ressaltou.

O presidente do Banestes, Amarildo Casagrande, afirmou que o resultado demonstra que o banco tem seguido uma gestão estratégica coerente. “O Banestes tem papel fundamental na economia do Espírito Santo, participando ativamente no financiamento do consumo, da produção e do investimento local, apoiando de forma segura e rentável o processo de democratização do crédito e inclusão financeira. O resultado positivo do trimestre, que representa novamente um recorde para o Banco, demonstra que a Instituição está alinhada às modificações do mercado e em ativo crescimento. Esse é um reflexo de todo esforço coletivo que a equipe de colaboradores vem promovendo”, destacou Amarildo Casagrande.

O diretor de Relações com Investidores e Finanças do Banestes, Fernando Poncio Paiva, detalhou os resultados obtidos para o público presente, composto por autoridades do Estado, representantes da diretoria do Banestes, acionistas, analistas de investimentos, jornalistas e outros convidados. 

Resultado

O Resultado Operacional do 1º trimestre do Banestes foi de R$ 97 milhões, 74,9% maior que o alcançado na mesma comparação com o ano anterior. Esse resultado foi impactado por ganhos com venda de ativos (R$ 27 milhões), redução do custo com risco de crédito (R$ 20 milhões), maiores receitas com crédito (+5,3%) e com serviços (+10,2%) e controle dos custos operacionais.

A Carteira de Crédito Ampliada registrou um saldo de R$ 5,7 bilhões no fim do primeiro trimestre do ano, apresentando crescimento de 1,6% contra o saldo do mesmo período de 2018 e recuo de 2,3% contra o trimestre anterior. As maiores evoluções do trimestre, em comparação ao mesmo trimestre de 2018, foram registradas pelas concessões na modalidade de empréstimos (+6,3%), pelos financiamentos imobiliários (+20,8%) e pelas operações de cartão de crédito (+15,3%).

A Carteira de Crédito Comercial (conceito Bacen) registrou o saldo de R$ 4,0 bilhões, crescimento de 0,6% em relação ao mesmo período de 2018 e redução de 1,5% contra o trimestre anterior. Desse montante, R$ 2,5 bilhões (62,9%) são de operações com pessoas físicas e R$ 1,5 bilhão com pessoas jurídicas (37,1%). Da carteira de pessoa jurídica, 87,7% são concessões a micro, pequenas e médias empresas, e 12,3% a grandes empresas.

O Índice de Inadimplência da Carteira de Crédito Comercial (> 90 dias) encerrou o trimestre em 3,9%, aumento de 0,1 p.p. (ponto percentual) contra o trimestre anterior e redução de 0,3 p.p. contra o mesmo período de 2018. As operações com atraso superior a 90 dias no segmento de pessoa física atingiram 2,6%, enquanto no segmento corporativo fechou em 6,1%. Já a inadimplência da Carteira de Crédito Ampliada (> 90 dias) encerrou o trimestre registrando 2,8%. 

O Patrimônio Líquido atingiu o saldo de R$ 1,5 bilhão no primeiro trimestre de 2019, crescimento de 9,3% se comparado ao mesmo período de 2018 e de 2,1% em relação ao saldo do trimestre anterior.

A nota de rating em escala nacional (moeda local) para risco de crédito medida pela Fitch Ratings manteve-se inalterada em A+ (bra) no período, com perspectiva estável. A RISKBank, responsável pelo sistema de classificação de Risco Bancário, emitiu nota de classificação do Banestes de 9,78 BRMP 2 (Baixo Risco de Médio Prazo). 

No primeiro trimestre, foram distribuídos R$ 20 milhões aos acionistas a título de Juros Sobre Capital Próprio (JSCP). No acumulado dos últimos doze meses, foi destinado aos acionistas o valor de R$ 95 milhões a título de JSCP, representando a distribuição de 42,9% do lucro líquido do período.

Investimentos em Tecnologia

De janeiro a março, o Banestes investiu R$ 2,8 milhões em Tecnologia da Informação e Comunicação, proporcionando significativas melhorias nos serviços bancários. Foram modernizados os sistemas de informação, a infraestrutura de comunicação e a segurança da informação para atender às demandas dos clientes e órgãos reguladores. 

Em especial, trabalhou-se nas demandas de Nova Cobrança, Compensação em Sessão Única e na ampliação de prestação de serviços pelos canais digitais. Alinhado aos princípios e valores como inovação e foco no cliente, buscou-se maior comodidade e agilidade no uso dos serviços bancários com a disponibilização de novos serviços no Internet Banking, Aplicativo Banestes e Banestes.Corp. 

Adicionalmente a estas ações, foi definido um novo padrão de arquitetura para as soluções de TI, adotando conceitos de Arquitetura Orientada a Serviços e Containers, possibilitando a adoção de soluções de open banking e fomentando a transformação digital.

Cartões

Um dos vetores de crescimento do Banestes, o cartão “Banescard”, continua a avançar no mercado de meios de pagamentos. São mais de 2 milhões de estabelecimentos comerciais credenciados às redes Cielo, Getnet, Bin e Rede em todo o Brasil. No primeiro trimestre do ano, foram mais de seis milhões de operações, expansão de 5,0% em comparação ao mesmo período de 2018. 

O valor transacionado em compras e saques com os cartões de débito e crédito atingiu R$ 428 milhões e obteve crescimento de 4,4% contra 2018. Os cartões de crédito e débito Banestes Visa mantêm crescimento expressivo. 

Nos três primeiros meses do ano, obtiveram crescimento de 36,0% em números de transações em compras e saques, de pessoas físicas e jurídicas, em relação ao mesmo período de 2018. Esse fato resultou em um aumento de 35,0% no faturamento de cartões, alcançando a cifra de R$ 288 milhões no período.

Canais e Serviços Digitais

Atuando fortemente para aumentar a oferta de serviços digitais, o Banco encontra-se em estágio avançado de desenvolvimento dos aplicativos Abre Contas Banestes e Banestes Cartões, que serão lançados para o mercado em breve. 

Também foi disponibilizado aos clientes PJ o portal web: Banestes.Corp. Novos serviços foram lançados no Aplicativo Banestes e no Internet Banking, canais que hoje correspondem a 58,5% das transações realizadas na Instituição.

No período, o volume de operações bancárias em canais eletrônicos atingiu 19 milhões de transações, crescendo 40,5% em relação ao mesmo período de 2018. No aplicativo Banestes foram registradas mais de 13 milhões de transações, crescendo 36,5% e se mantendo como o principal canal transacional do Banestes.

Branding

Seguindo o reposicionamento de marca iniciado em 2018, no primeiro trimestre de 2019 o Banestes reforçou o uso dos direcionamentos apontados pelo “Branding”, a fim de manter a percepção de união capixabas/Banco do Estado do Espírito Santo com o uso de peças publicitárias, nos meios tradicionais de divulgação, e com reforço em mídia digital (Facebook, Instagram, Twitter e Whatsapp). 

O Banestes também reforçou em suas divulgações a ideia de ser um Banco “Digital quando você quiser” e que está “ao seu lado sempre que você precisar”, assim, dando destaque ao fato de ser atualmente uma das poucas instituições financeiras que detém este atributo de proximidade, tanto em meios digitais quanto em atendimento presencial, o que facilita o relacionamento com os diversos públicos, de diferentes idades e perfis negociais.

Em sua fase final de “Branding”, o BANESTES, nesse primeiro trimestre de 2019, focou na melhoria do relacionamento da rede Banesfácil e seus clientes, que somam 52,0% das autenticações eletrônicas do SFB, com 400 representantes credenciados, o que tornam ainda mais próximas as relações BANESTES x Sociedade.

Sobre o BANESTES

O Banestes S.A. – Banco do Estado do Espírito Santo (BOVESPA: BEES3, BEES4), sociedade anônima de capital aberto e de economia mista criada em 1937, é um banco múltiplo controlado pelo Estado do Espírito Santo, que está presente em todos os 78 municípios capixabas.

O Banco conta com 2.260 empregados ativos e com a maior rede de atendimento bancário no Espírito Santo, com 871 pontos de atendimento, distribuída em 157 unidades de atendimentos, 328 postos de atendimento eletrônico e 386 correspondentes bancários.

Além da rede física, as soluções financeiras estão também disponíveis nos canais eletrônicos Banestes.Corp, Banestes internet banking, aplicativo Banestes e Banestes SMS, Disque Banestes, em 599 caixas eletrônicos distribuídos nas salas de autoatendimento e em 211 equipamentos instalados em pontos estratégicos. Dentre esses equipamentos, 115 são “Saque e Pague” que permitem depósitos em dinheiro sem envelope com crédito na conta em tempo real.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Renato Casagrande anuncia mais seis nomes para compor o governo do ES
publicidade

Estadual

Novos membros da ES Gás tomam posse

Publicado

em

O presidente da Companhia de Gás do Espírito Santo (ES Gás), Heber Resende, tomou posse na tarde desta segunda-feira (22), durante a primeira reunião do Conselho de Administração da empresa. Durante a solenidade realizada no Palácio Anchieta, em Vitória, o Governo do Espírito Santo e a Petrobras Distribuidora também assinaram o acordo de acionistas e o estatuto da estatal, que será responsável pela distribuição de gás no Estado.

Para o governador Renato Casagrande, a nova empresa nasce em um momento oportuno: “É uma coincidência muito positiva, quando a maioria dos estados se depara com a necessidade de rever contratos já firmados, a ES Gás é criada em sintonia com as novas regras do mercado, fazendo deste insumo um instrumento de desenvolvimento para o Espírito Santo”, declarou.

Indicado pela Petrobras Distribuidora, Frederico Bichara Henriques responderá como diretor de Operações da companhia. 

Já o Conselho de Administração da ES Gás será formado pelo secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix; o auditor fiscal e assessor especial do Núcleo de Petróleo, Gás Natural, Biocombustíveis e Derivados da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), Luiz Cláudio Nogueira de Souza; o presidente do Fórum Capixaba de Petróleo e Gás, Durval Vieira; além do economista Guilherme Dias. 

Indicados pela BR, integram o grupo de conselheiros, Paulo Jorge Esteves, engenheiro químico e gerente executivo de Mercados Especiais da Petrobras Distribuidora; Edson Chil Nobre, engenheiro químico, aposentado após 35 anos no Sistema Petrobras; e Klaus Nolte, administrador e gerente executivo de Marketing e Desempenho de Mercado Corporativo da Petrobras Distribuidora.

Já o Conselho Fiscal da ES Gás tem como membros o ex-senador Ricardo Ferraço e o procurador do Estado, Luiz Miguel Pavan. Posteriormente, a Petrobras Distribuidora deverá indicar o diretor Financeiro e um conselheiro fiscal. Além disso, os funcionários da ES Gás terão direito à indicação de um conselheiro de Administração.

Heber Resende fez uma breve análise do período em que esteve à frente da Secretaria de Estado de Desenvolvimento (Sedes). “Os sete meses em que estive na Sedes foi um período de aprendizado e de construção de uma política de Estado, que a médio prazo, estou certo que será de grande relevância para o incremento do ambiente de negócios no Espírito Santo. Agradeço a todos os servidores e colegas que estiveram comigo nesta jornada”, disse.

Ele também falou sobre o desafio em aceitar o convite do governador e disse que, com seu conhecimento técnico, espera contribuir ainda mais para o crescimento do Estado. “Foi com muita honra que recebi o convite do governador Renato Casagrande para presidir a ES Gás, responsabilidade que aceitei por considerar o potencial de contribuição que posso dar ao meu Estado natal. Para um profissional com experiência técnica e gerencial como eu, a confiança que recebo do governador é um motivador para o bom desempenho das funções a mim confiadas”, destacou.

A ES Gás é uma empresa de economia mista em que o Espírito Santo detém 51% de participação, tendo como sócia a BR Distribuidora, com 49%. A expectativa é de que a empresa entre em operação em janeiro de 2020. A empresa nasce dentro de um estatuto moderno, que contempla todos os benefícios do Novo Mercador de Gás, inciativa do Governo Federal para promover a concorrência e baratear o preço do combustível.

Esses benefícios englobam a redução do preço da energia, o que ensejará a reindustrialização do País e um desenvolvimento sustentável, à medida em que seja criado um ambiente de mercado com mais concorrentes e maior aproveitamento do aumento da oferta do gás, inclusive do pré-sal.

Exoneração

A exoneração, a pedido, do secretário Heber Resende foi publicada na edição do Diário Oficial desta segunda-feira. Nos próximos dias, o governador Renato Casagrande deverá indicar novo nome para a pasta. Até lá, o subsecretário de Estado de Desenvolvimento, Paulo Menegueli, responderá interinamente pela Sedes.

Leia mais:  Eleições 2018: confira os nomes e os números dos candidatos do Espírito Santo

Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Nacional23 minutos atrás

São Paulo tem dia ensolarado e campanha de vacinação contra gripe na estação Sé

arrow-options shutterstock Metrô tem campanha de vacinação gratuita nesta semana A previsão do tempo para São Paulo indica máxima de...

Nacional1 hora atrás

Temperaturas voltam a aumentar e São Paulo tem máxima de 27ºC nesta terça

arrow-options Larissa Pereira/ iG São Paulo Pôr do sol na estação Tamanduateí, em São Paulo Após uma semana com baixas...

Tecnologia2 horas atrás

WhatsApp chega para celulares KaiOs: básicos e com preços acessíveis

arrow-options shutterstock whatsapp Nesta segunda-feira (22), o sistema operacional  KaiOS anunciou  via Twitter uma parceria com o Facebook para disponibilizar...

Tecnologia2 horas atrás

Uber começa a testar serviço mensal de assinatura para todos seus aplicativos

arrow-options shutterstock Uber testa serviço de assinaturas O próximo passo para a Uber fidelizar seus clientes será em forma de...

Esportes4 horas atrás

São Paulo goleia Chape e reencontra caminho das vitórias no Brasileirão

Depois de mais de dois meses, o São Paulo reencontrou o caminho das vitórias no Brasileiro. Nesta segunda-feira, o Tricolor...

Entretenimento5 horas atrás

Ex-Dominó bonitão, Klaus Hee pode integrar elenco de “A Fazenda 11”

Andam dizendo por aí que Klaus Hee é um dos favoritos para compor o elenco da décima primeira edição de...

Nacional8 horas atrás

Bolsonaro será “muitíssimo bem recebido” na Bahia, opina porta-voz

arrow-options Alan Santos/PR Porta-voz da Presidência acredita que Bolsonaro será bem recebido na Bahia Após polêmica envolvendo governadores do Nordeste,...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana