conecte-se conosco


Regional

Bandidos em pé de guerra durante tiroteio com a PM em Jaguaré

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – Bandidos que dominam o tráfico de drogas em Jaguaré onde a lei é não permitir que carros entrem no bairro Boa Vista com os vidrões abaixados e luz interna apagadas, tocaram terror na noite desta quarta-feira, depois de serem perseguidos por uma guarnição da PM do destacamento da cidade. Houve intensa troca de tiros e resultou como vítimas os soldados Buzatto e Marcel.

O tiroteio entre bandidos e policiais provocou pânico entre os moradores, sendo que alguns acabaram acordando no meio da noite, por volta das 22h30 quando teve início a perseguição aos traficantes que a princípio foram vistos trafegando em um Gol cinza sentido Jaguaré-São Roque.

Durante a perseguição os policiais se depararam com uma motocicleta em que se encontrava um traficante que fugiu sentido o bairro Boa Vista I. E foi neste bairro, na zona de controle dos traficantes, que começou o tiroteio, sendo necessária a mobilização de reforço. Ao todo, sete viaturas participaram das buscas aos bandidos que chegaram a atingir uma delas.

De acordo com a PM o local onde os bandidos agem na comercialização de drogas funciona como uma “fortaleza” do tráfico. Eles ostentam armas de fogo até mesmo durante o dia, desfiando a ação policial.

Na noite desta quarta-feira, quando os policiais passaram por um quebra-molas foram recebidos a tiros pelo condutor da moto e outros bandidos que já se encontravam em um beco. Ali começou o intenso tiroteio. Cerca de dez disparos foram feitos em direção aos policiais que revidou com pelo menos 18 disparos.

O soldado Buzatto motorista da viatura no momento do ocorrido realizou sete e soldado Marcel, 11 disparos. Diante da situação e em desvantagem numérica, os policiais pediram reforço tendo chegado em apoio as viaturas de área 4045, 4044, 4275 e das barcas da Força Tática 4277,4278 e pela viatura 4188 do CPU.

A região onde ocorreu o conflito possuía câmera de vídeo monitoramento municipal e postes de iluminação, ambos danificados pelos bandidos que ali frequentam. Após cessado o tiroteio foram realizadas buscas nos locais onde os indivíduos poderiam estar refugiados, sendo encontradas duas buchas de maconha próximo à entrada de uma residência inabitada. Nenhum indivíduo sendo encontrado.

De acordo com a PM a viatura 3527, foi atingida por um dos disparos dos traficantes que danificou o capô e o limpador de para-brisas lado carona. A informação de que o território do bairro Boa Vista é demarcado pelo tráfico foi dada pelos moradores que não quiseram se identificar com medo de represálias. Segundo eles os traficantes do local obrigam que veículos acendam o farol e acendam a luz interna e que se identifiquem

Comentários do Facebook
Leia mais:  Juiz vai até assentamento fazer audiência com a participação de assentados
publicidade

Regional

Mais uma criança morre afogada em rio de Boa Esperança, noroeste do ES

Publicado

em

Ana Flávia, de três anos, estava com a família quando todos saíram da água para lanchar. No entanto, a criança voltou para o rio sem que ninguém percebesse e se afogou

Uma menina de três anos morreu afogada na tarde do último sábado (19), no Rio do Norte, em Boa Esperança, noroeste do Espírito Santo. Identificada apenas como Ana Flávia, ela foi a segunda criança vítima de afogamento só no mês de janeiro neste mesmo local.

Segundo a irmã do padrasto de Ana Flávia, Carla de Souza, a menina estava com a família no rio, quando todos saíram da água para lanchar, inclusive a criança. No entanto, Ana Flávia voltou para a água sem que ninguém percebesse e acabou sumindo.

“Foi algo muito rápido, coisa de segundo, ninguém percebeu. Estavam todos tomando banho de rio quando saíram da água para lanchar. Havia mais umas seis crianças e os pais destas crianças. A Ana Flávia foi retirada da água também, mas sem que ninguém percebesse ela retornou. Quando perceberam que ela não estava perto todo mundo saiu procurando. Mas ela já tinha sumido”, conta Carla.

Segundo Carla, os bombeiros foram acionados, mas quem encontrou o corpo da menina foram dois moradores da região.

“Quando perceberam a falta dela, quem sabia nadar pulou no rio e foi procurar. Mas ela só foi encontrada umas três horas depois, mais de 10 quilômetros longe de onde ela tinha entrado no rio. A mãe dela, que estava na beira do rio limpando peixe para eles comerem lá no local, ficou muito abalada. Estão todos sem chão com essa tragédia. Estavam em um passeio de família quando tudo aconteceu”, lamenta Carla.

Leia mais:  Baleia é encontrada encalhada e morta em praia de Aracruz

O sepultamento da menina Ana Flávia ainda não tem hora para acontecer porque, segundo a irmã do padastro da criança, o corpo da menina, que havia sido levado inicialmente para Linhares, precisou ser transferido para Vitória, para a conclusão de exames médicos.

“O corpo foi levado para Vitória para exames. Mas a informação que o médico passou para a família é que ela tem que ser enterrada hoje ainda. A gente acredita que o sepultamento deve acontecer por volta das 19 horas, mas ainda não temos essa confirmação”, disse Carla.

Outro caso de criança afogada no início do mês de janeiro em Boa Esperança
Iran Gil de Spuza estava de férias com a família quando se afogou ao entrar me uma cachoeira em Boa Esperança
Iran Gil de Spuza estava de férias com a família quando se afogou ao entrar me uma cachoeira em Boa Esperança
Foto: Reprodução Facebook

Um menino de 12 anos morreu afogado no Rio Norte, interior de Boa Esperança, no início do mês. O caso ocorreu por volta das 13 horas do dia 5, mas o corpo do garoto só foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros de Nova Venécia no dia seguinte. De acordo com a corporação, o corpo estava em um local de difícil acesso e foi recolhido por uma equipe de mergulhadores.

A família é de Sobradinho, distrito de Boa Esperança, mas tinha se mudado para Pavão, em Minas Gerais, há um ano. O Iran e a irmã passavam férias no Estado com o restante da família. A mãe dos dois veio de Minas para buscá-los e resolveu ir com eles à cachoeira. Segundo uma parente da família, que preferiu não se identificar, Iran Gil de Souza estava na cachoeira com a mãe e três tios, por volta das 13 horas. Ao entrar na água com um dos tios, o garoto tentou subir nas costas dele. No entanto, ele se desequilibrou, caiu na água e foi arrastado pela correnteza.

Leia mais:  Governador visita Rede Cuidar em Nova Venécia

(Gazeta on line)

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana