conecte-se conosco



Estadual

Bandes libera R$ 16,7 mi para equipamento de cirurgia robótica do Hospital Meridional

Publicado

em


.
O Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) firmou contrato de financiamento com a Rede Meridional no valor de R$ 16,7 milhões. Os recursos liberados, nessa quarta-feira (23), serão empregados, principalmente, para reembolso de aquisição de equipamento hospitalar usado em inserções cirúrgicas robóticas. Com o equipamento, é possível reduzir as dores pós-operatórias, ter precisão nas incisões e, com isso, proporcionar uma recuperação mais rápida ao paciente.

Para o CEO da Rede Meridional, Antônio Alves Benjamim, a atuação do banco neste tipo de financiamento mostra o compromisso com a sociedade. “O crédito do Bandes trouxe inovação e tecnologia à Rede Meridional, possibilitando concluir um investimento de R$ 25 milhões no robô da Vinci® Xi. O sistema cirúrgico é considerado o mais moderno do segmento robótico do mundo. A aquisição representa mais do que nossa dedicação com a excelência em assistência à saúde. Significa compromisso com nossos pacientes e respeito à vida, aos altos padrões científicos, tecnológicos e à sociedade”, explica Benjamim.

O banco capixaba é parceiro do Meridional Cariacica desde 2001, quando financiou o projeto de construção do hospital que até hoje é a principal referência do grupo. De acordo com o diretor-presidente do Bandes, Maurício Cézar Duque, essa atuação mostra que o banco está preparado para assumir o financiamento de projetos de alta complexidade. “O Bandes tem buscado uma agenda positiva para ampliar o atendimento ao empresariado capixaba e mostrar que temos capacidade de apoiar projetos estratégicos, com alto grau de inovação e tecnologia, como é o caso deste financiamento. Isso contribui para o ambiente de investimento no Estado”, destaca Duque.

Sobre a tecnologia

A utilização da tecnologia de cirurgia robótica traz segurança e vantagens tanto para o paciente quanto para o cirurgião. O uso do sistema de cirurgia Da Vinci permite ao cirurgião visualizar a área operatória com alta resolução, e a utilização de braços cirúrgicos de um centímetro de diâmetro minimiza as incisões cirúrgicas, diminuindo as dores, acelerando a recuperação e o retorno às atividades diárias do paciente. Esse processo permite menos contato entre o tecido inferior interior exposto e o texto dispositivo cirúrgico, reduzindo bastante o risco de infecção pós-operatório.

Complexo hospitalar de referência

O Meridional Cariacica é integrante da Rede Meridional, composto por sete hospitais, seis deles distribuídos na Grande Vitória e um no norte do Estado, sendo uma das maiores redes de hospitais do Brasil. É referência em alta complexidade. Suas principais especialidades (transplantes, oncologia, neurologia e cardiologia) são desenvolvidas por equipes médicas multidisciplinares, de elevada formação acadêmica e profissional.

O principal objetivo é oferecer saúde e bem-estar por meio de serviços humanizados, com infraestrutura e tecnologia avançada. O Hospital Meridional conta hoje com 196 leitos, sendo 60 de UTI em, aproximadamente, 16 mil metros quadrados de área construída.

Texto: Leonardo Iannone

Informações sobre linhas de financiamento:
www.bandes.com.br
Bandes Atende: 0800 283 4202
App disponível para Android e iOS

Informações à imprensa:
Gerência de Comunicação Institucional do Bandes
Bárbara Deps Bonato / Wilson Igreja Campos
(27) 99774-4428
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários do Facebook

Estadual

TJES, Sebrae, CDL e FCDL vão auxiliar empresas em razão da pandemia

Publicado

em


Termo de Cooperação entre as instituições foi assinado na última quinta-feira, 08.

O Tribunal de Justiça (TJES), o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sebrae), a Câmara dos Dirigentes Logistas (CDL) e a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado (FCDL/ES), uniram esforços para prevenir a insolvência de empresas ou empreendedor individual em razão da pandemia de Covid-19.

O termo de cooperação foi assinado na última quinta-feira (08) pela supervisora do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Soluções de Conflitos do TJES (Nupemec), Janete Vargas Simões, pelos diretores do Sebrae/ES Pedro Gilson Rigo e José Eugênio Vieira e pelo presidente da CDL.

O Projeto Especial de Recuperação Empresarial – Covid-19 (PERE- Covid-19), visa ao tratamento de conflitos relativos à negociação prévia em âmbito pré-processual, ou seja, antes do ajuizamento de ações judiciais, de obrigações vencidas após o dia 05 de março de 2020. O objetivo é auxiliar as micro e pequenas empresas do Estado do Espírito Santo a encontrarem, consensualmente, a solução adequada para a crise ocasionada pela pandemia (Covid-19), através da conciliação, negociação e mediação.

Desse modo, os esforços e as ações para execução do projeto serão implementados pelo TJES, Sebrae/ES, CDL e FCDL/ES, através da formalização de convênios e contratos específicos e por outros tipos de instrumentos administrativos, que estabeleçam parcerias técnicas e financeiras.

Ao Nupemec/TJES caberá tratar essas demandas, coordenar e realizar as sessões de conciliação ou mediação, que podem ser presenciais ou virtuais. O atendimento será feito pelo 3° Cejusc Itinerante – Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania.

O Sebrae, por sua vez, deve difundir a cultura de solução consensual de conflitos junto aos seus colaboradores e micro e pequenas empresas do Estado, além de receber as demandas, organizar e encaminhar ao Núcleo de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do TJES.

Já a CDL e a FCDL/ES vão auxiliar, orientar e estimular as micro e pequenas empresas quanto aos benefícios da autocomposição, receber demandas e encaminhá-las ao Sebrae, além de difundir a cultura de solução consensual de conflitos junto ao seu público interno.

Sebrae, CDL e FCDL também indicarão colaboradores para receber capacitação sobre mediação, que será oferecida pelo Tribunal de Justiça, por meio do Nupemec.

A expectativa é que a iniciativa minimize os impactos negativos causados pela pandemia do novo coronavírus nas atividades empresariais, criar a cultura de solução consensual de conflitos com estímulo à autocomposição, e o engajamento das instituições no apoio às micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais.

Vitória, 09 de outubro de 2020

 

Informações à Imprensa

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES
Texto: Elza Silva | [email protected]

Maira Ferreira
Assessora de Comunicação do TJES

[email protected]
www.tjes.jus.br

foto: prostooleh/freepik

Fonte: TJES

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!