conecte-se conosco



Estadual

Banco Central determina liquidação da Dacasa Financeira e da corretora Uniletra

Publicado

em

A Dacasa está no mercado há 35 anos e conta com 49 lojas, distribuídas no Espírito Santo, Rio, Bahia e Minas

O Banco Central decretou, nesta quinta-feira (13), a Liquidação Extrajudicial da Dacasa Financeira e da corretora de valores Uniletra Corretora de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários. As duas empresas financeiras fazem parte do Grupo Dadalto. A decretação foi publicada nesta quinta (13).

O motivo alegado foi o “risco anormal aos credores”. “Considerando a grave situação patrimonial, as graves violações às normas legais que disciplinam a atividade da instituição, bem como a existência de prejuízos que sujeitam a risco anormal os seus credores”, diz o texto publicado pelo Banco Central.

Ainda de acordo com o BC, o liquidante nomeado é Eduardo Felix Bianchini e a o termo legal de liquidação extrajudicial fica datado de 15 de dezembro de 2019.

A Dacasa está no mercado há 35 anos e conta com 49 lojas, distribuídas no Espírito Santo, Rio, Bahia e Minas. Segundo o site da financeira, mais de 3 milhões de clientes têm produtos da empresa, que tem em seu portfólio empréstimo pessoal, o crédito direto ao consumidor (CDC), empréstimo consignado e cartão.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa informou que, conforme orientações do Liquidante nomeado pelo Banco Central, as lojas da Dacasa Financeira funcionarão normalmente para recebimento dos boletos e novos empréstimos a serem concedidos pela Portocred. Os trâmites necessários em decorrência da situação, serão divulgados oportunamente nos sites das respectivas empresas.

Comentários do Facebook

Estadual

Aderes assina Termo de Colaboração com nove bancos comunitários

Publicado

em

A Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes) consolidou um termo de colaboração para apoiar nove bancos comunitários de desenvolvimento do Espírito Santo.

Para os bancos comunitários, que cumprem o importante papel de facilitar o acesso ao crédito em comunidades carentes, serão disponibilizados ao todo R$ 150 mil para empréstimos. As operações de crédito poderão ser acessadas a partir desta quarta-feira (12), quando serão creditados os recursos nas contas dos bancos comunitários.

Os recursos para os beneficiários serão liberados nas seguintes modalidades: crédito produtivo para empreendedores locais em moeda social eletrônica e-dinheiro; crédito habitacional para famílias do território em moeda social eletrônica e-dinheiro; e crédito para empreendimentos de economia solidária em moeda social eletrônica e-dinheiro.

O diretor-presidente da Aderes, Alberto Gavini, explica que os empréstimos poderão variar entre R$ 400 a R$ 2 mil, de acordo com o funcionamento de cada banco. “A utilização dos R$ 150 mil para a concessão de créditos será liberada via a moeda digital e-dinheiro. O recurso será transferido para a conta na plataforma e-dinheiro e liberada por cada banco comunitário de desenvolvimento pelo Instituto E-dinheiro Brasil, que gerencia o aplicativo da moeda digital”, afirma Gavini.

Gavini esclarece que o beneficiário pagará a Taxa de Administração de Crédito (TAC) do valor total do crédito a ser liberado, variando entre 1% a 3% de banco para banco, com carência para pagamento em até 12 meses. Após o pagamento do empréstimo, os recursos poderão ser repassados novamente na medida em que forem devolvidos.

O gerente de Economia Solidária e Microcrédito, Renato Alexandre Rangel, esclarece que as instituições, que são um segmento de finanças solidárias, beneficiam regiões que tem população em situação de vulnerabilidade social. “Os bancos comunitários prestam serviços de economia solidária, como empréstimos produtivo, habitacional e de consumo, a juros mínimos. Os bancos facilitam o recebimento de contas dos moradores locais, devido à distância dos bancos convencionais, além de intermediar renegociação de dívidas da EDP, entre outras ações”, reitera.

Saiba mais

Box 1 – Os bancos solidários beneficiados
1. Banco Terra: região da Grande Terra Vermelha – Município de Vila Velha;
2. Banco Verde Vida: região da bacia do Rio Aribiri – Município de Vila Velha;
3. Banco Esperança: região da Grande Nova Rosa da Penha – Município de Cariacica;
4. Banco Abraço: região do entorno do Bairro Planalto Serrano – Município de Serra;
5. Banco Viver: região do entorno do Bairro Vila Nova de Colares – Município de Serra;
6. Banco Passarela: região do entorno do Bairro Central Carapina – Município de Serra;
7. Banco União: região do entorno do Distrito de Cristal do Norte – Município de Pedro Canário;
8. Banco Kiri-Kerê: região do entorno do Bairro Beira Rio – Município de Nova Venécia.
9. Banco Caparaó: região do entorno do Patrimônio da Penha – Município de Divino de São Lourenço, na Região do Caparaó.

Box 2 – Serviços realizados pelos bancos solidários
1. Concessão de microcrédito para empreendedores (crédito produtivo) e moradores (diversos modelos, de acordo com as vocações e demandas das comunidades, por exemplo: crédito habitacional, crédito de consumo, etc.),
2. Implantação e gestão da circulação de uma moeda social, aceita apenas pelos estabelecimentos comerciais e produtivos da própria comunidade (meio para estimular os moradores a optarem por consumir localmente),
3. Criação de Fóruns de Desenvolvimento Comunitário (para que os moradores participem da gestão do banco comunitário e o utilizem como um instrumento de desenvolvimento local) e suporte técnico e gerencial aos empreendedores locais (para que melhorem seus negócios e aumentem a atratividade para os consumidores locais);
4. Operador de Correspondente Bancário onde a comunidade pode fazer pagamentos de suas contas, pagar benefícios do Bolsa Família, evitando custos com deslocamentos aos moradores;
5. Operador conveniado da EDP Escelsa/Cesan para recebimento de conta de energia/água;
6. Criar programas de apoio e capacitação técnica e de microsseguro;
7. Criar fundo local para projetos comunitários;
8. Participar de editais, elaborar e apresentar projetos sociais e de investimentos a entidades públicas e privadas para captação de recursos, entre outras.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sedes/Aderes/Ipem
Andreia Foeger / Roberto Riccio
(27) 3636-9707 – 99942-9537 / 3636-9708
[email protected] / [email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários do Facebook
Continue lendo
Política1 minuto atrás

Proposta exige reparação de vias públicas

O Projeto de Lei (PL) 39/2020 quer tornar obrigatória a reparação de danos causados pelas prestadoras de serviços públicos às...

Política1 minuto atrás

PLs querem novas formas de pagamento no trânsito

Dois projetos de lei (PLs) em tramitação na Casa preveem a disponibilização de novas formas de pagamento para passageiros no...

Polícia Federal1 minuto atrás

Operação Ave Rara combate crimes ambientais em Pernambuco

Recife/PE – A Polícia Federal, em conjunto com o IBAMA, deflagrou nesta quinta-feira (13/2) a Operação Ave Rara, com o propósito de...

Mulher1 minuto atrás

Bebê cabeludo recebe o apelido de King Jong-Un e faz sucesso por aí

Se você nasceu com muitos fios de cabelo , seus pais com certeza já te contaram curiosidades dessa fase com...

Internacional1 minuto atrás

Mais de 2 mil fetos encontrados em casa de médico são enterrados nos EUA

A imprensa americana afirmou que mais de  2 mil fetos encontrados na casa de Ulrich Klopfer, um médico que morreu...

Internacional1 minuto atrás

Vulcão expele lava incandescente e forma nuvem de 2km na Indonésia; assista

arrow-options Reprodução Twitter/tripjeepmerapi O vulcão Merapi é um dos mais ativos do mundo Um dos vulcões mais ativos do mundo...

Internacional1 minuto atrás

Policial orientado a “ser menos gay” ganha US$ 10 milhões em processo

arrow-options KMOV Keith Wildhaber ganhou processo após ser vítima de homofobia O policial Keith Wildhaber , do Departamento de Polícia...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana