conecte-se conosco



Economia

Avianca Brasil cancela mais de 1,3 mil voos até o dia 28 de abril

Publicado

em


Avião da empresa Avianca
Divulgação/Avianca Brasil

Avianca Brasil cancelou 1.305 voos e os aeroportos mais prejudicados são Guarulhos, São Paulo, e Galeão, Rio de Janeiro

A Avianca Brasil, quarta companhia aérea do país, que está em recuperação judicial desde dezembro de 2018, cancelou 1.305 voos no Brasil entre a sexta-feira (19) e o domingo após a Semana Santa (28).

Leia também: Avianca cancela mais de 300 voos até sábado; confira lista e saiba o que fazer

Entre os aeroportos mais prejudicados pelos cancelamentos da Avianca
, estão o Galeão, no Rio de Janeiro, com 232 trechos suspensos, entre partidas e chegadas, e Guarulhos, em São Paulo, com 748 trechos. Outros aeroportos bastante afetados são o de Brasília, com 266 trechos cancelados, Salvador, com 217, Porto Alegre, com 99, e Curitiba com 75.

Outros aeroportos em que haverá suspensão de voos
da empresa, entre decolagens e aterrissagens, são Florianópolis (100 cancelamentos), Confins (70 voos suspensos), Vitória (28), Aracaju (42), Recife (138), Maceió (40), João Pessoa (52), Natal (26), Fortaleza (128), Foz do Iguaçu (40), Cuiabá (62), Campo Grande (50) e Belém.

O aeroporto de Congonhas, em São Paulo, terá 6 cancelamentos
, entre partidas e chegadas, mas o Santos Dumont ficou de fora da lista de voos suspensos. 

Leia também: Avianca paga taxas de seis aeroportos e deve operar no fim de semana

Com mais de 250 voos cancelados até segunda-feira (22), passageiros com assentos comprados enfrentaram dificuldades para embarcar no início do feriado da Semana Santa. No Galeão, na quinta-feira (18), quatro voos da companhia foram cancelados. Clientes reclamavam no balcão da empresa sobre a falta de informações da companhia aérea na busca por alternativas para conseguir viajar.

A partir da próxima semana a frota de aviões da Avianca
Brasil sofrerá um corte drástico. De acordo com comunicado da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a aérea devolverá 18 aeronaves para empresas de leasing. Com isso, a empresa ficará com apenas oito aviões para suas operações diárias.

Comentários do Facebook

Economia

Com primeira queda mensal do ano, dólar fecha em R$ 5,34

Publicado

em


source

Agência Brasil

dólar
Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas

Cotação do dólar oscilou ao longo das últimas semanas por conta de reviravoltas sobre contenção da pandemia

Em um dia marcado pelo alívio perto do encerramento das negociações, a moeda norte-americana caiu, e a bolsa de valores subiu. O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (29) vendido a R$ 5,34, com pequeno recuo de R$ 0,046 (-0,85%). A divisa caiu 4,19% na semana e 1,79% em maio.

Esta foi a primeira queda mensal do dólar em 2020.

No mercado de ações, o índice Ibovespa, da B3 (a bolsa de valores brasileira), recuperou-se e fechou o dia aos 87.403 pontos, com leve alta de 0,52%. O indicador acumulou ganho de 6,36% na semana e de 8,57% no mês. Em março, o Ibovespa tinha caído 30%, com o início da pandemia de coronavírus. Em abril, tinha recuperado parcialmente as perdas, subindo 10,25%.

O dia começou com tensões no mercado financeiro. O dólar operou em alta e a bolsa, em queda na maior parte da sessão. De manhã, o mercado repercutia a queda de 1,5% no Produto Interno Brasileiro (PIB) no primeiro trimestre. No entanto, o cenário internacional ajudou perto do fim das negociações. Após pronunciamento do presidente norte-americano, Donald Trump, os indicadores reverteram o movimento.

Apesar de ter criticado a intenção do governo chinês de reduzir a autonomia de Hong Kong e de retirar o status de preferência para os produtos da região chinesa, Trump não anunciou novas sanções comerciais contra a China.

Veja ainda:  BC restringe pagamentos de lucros para dirigentes de bancos

Petróleo

No mercado de petróleo, o mês também foi marcado pela recuperação. Com a perspectiva de um acordo de cooperação entre Arábia Saudita e Rússia, o barril do tipo Brent, principal referência para as cotações internacionais e usado pela Petrobras, fechou o dia vendido aos US$ 37,84. A cotação subiu 5,02% hoje e fechou maio com avanço de 50%.

Há várias semanas, mercados financeiros em todo o planeta atravessam um período de nervosismo por causa da recessão global provocada pelo agravamento da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Nos últimos dias, os investimentos têm oscilado entre possíveis ganhos com o relaxamento de restrições em vários países da Europa e em regiões dos Estados Unidos e contratempos no combate à doença.

Leia:  Em nova Guerra fria entre EUA e China, preço do petróleo caiu nesta semana

Comentários do Facebook
Continue lendo
Saúde5 horas atrás

Rio quer que iniciativa privada administre hospitais de campanha

. O governo Rio de Janeiro anunciou hoje (29) a intenção de passar para um consórcio privado a administração dos...

Estadual5 horas atrás

3ª Vara Criminal de Cachoeiro de Itapemirim realiza audiências por videoconferência

. Em cumprimento à legislação, e seguindo as medidas de distanciamento social recomendadas pelos órgãos de saúde, a audiência foi...

Estadual5 horas atrás

Psicólogos e assistentes sociais acompanham convivência em processos de adoção

. Hoje no ES, 126 crianças e adolescentes estão em processo de adoção, convivendo com seus pretendentes e sendo acompanhados...

Estadual5 horas atrás

COVID-19 | Presidente do TJES prorroga regime plantão extraordinário até 14 de junho

  . O Ato Normativo que estende o período de regime diferenciado de trabalho no âmbito do Poder Judiciário foi...

Saúde5 horas atrás

Ministério da Saúde prorroga campanha de vacinação contra gripe

. O Ministério da Saúde anunciou hoje (29) a prorrogação da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe até o dia 30 de...

Nacional6 horas atrás

Aumento de leitos causa mudança brusca em taxa de internações por Covid-19 em SP

governo de São Paulo/reprodução Capital paulista registra alívio na taxa de ocupação de UTI’s Uma grande diferença na taxa de...

Esportes6 horas atrás

Força mental pode ser ponto forte do judô brasileiro na Olimpíada

. No comando da seleção brasileira masculina de judô desde 2018, a sensei Yuko Fujii, nascida na cidade de Toyoake (Japão),...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!