conecte-se conosco



Economia

Auxílio de mil dólares: Bolsonaro diz que arredondou o valor no discurso na ONU

Publicado

em


source

Brasil Econômico

Bolsonaro
Reprodução YouTube/Jair Bolsonaro

Presidente chamou de ‘esquerdalha’ a imprensa e a população que questionou o valor citado na conferência das Nações Unidas

Durante live nas redes sociais nesta quinta-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro admitiu ter arredondado o valor do  auxílio emergencial em seu discurso durante conferência da Organização das Nações Unidas na última terça-feira (22).

Bolsonaro afirmou que o valor correto seria 960 dólares, mas, no discurso oficial, ele disse mil dólares. Nesta quinta (24), o presidente chamou de “esquerdalha” a imprensa e a população que questionou o valor citado na ONU.

“Eu disse no meu discurso da ONU que o total do auxílio emergencial será próximo de mil dólares, mas na verdade, dá 960 dólares. Mas foi o suficiente para baterem em mim. Agora, se você dividir simplesmente o volume, pela quantidade, você tem um número. Das 65 milhões de pessoas que receberam o auxílio emergencial de R$ 600, nas cinco primeiras parcelas, tínhamos ali 12 milhões de senhoras com filhos, e elas receberam o dobro, o que leva a média para em torno de 970, 960 dólares. Então, eu fiz a aproximação e foi o suficiente para a esquerdalha me acusar de mentiroso”, disse Bolsonaro.

O iG checou as contas. No total, o  auxílio emergencial pagará aos beneficiários cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300. Juntas, elas somam R$ 4,2 mil. 

Na cotação do dia,  mil doláres  equivaliam a mais de R$ 5,4 mil, o que significa que o arredondamento do presidente ignorou cerca de R$1,2 mil – ou duas parcelas de R$ 600 do auxílio emergencial. 

Além disso,  nem todos os benefíciários receberão as nove parcelas, que devem ser pagas até dezembro. Por outro lado, alguns grupos receberam um benefício maior, como  mães chefes de família, cuja parcela foi de R$ 1,2 mil.

Comentários do Facebook

Economia

Empresários fazem proposta ao governo que pode dobrar valor do Bolsa Família

Publicado

em


source

Brasil Econômico

Luiza Trajano
Reprodução Roda Viva/TV Cultura

Luiza Trajano, dona do Magazine Luiza, faz parte do Manifesto

O grupo de  empresários chamado Manifesto Convergência Brasil  entregou ao governo federal e a parlamentares o texto de um projeto de lei que destina 30% dos recursos provenientes da reforma administrativa e de privatizações para um programa de renda básica – o novo Bolsa Família. A informação foi divulgada nesta quarta (14) pelo jornal Folha de S.Paulo.

Alguns dos membros do Manifesto Convergência Brasil  são Elvaristo do Amaral, ex-executivo do setor financeiro, Frederico e Luiza Trajano, da Magazine Luiza, Fabio C. Barbosa, membro do Conselho da Fundação das Nações Unidas, Helena Nader, presidente de honra da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), Hélio Magalhães, presidente do Conselho de Administração do Banco do Brasil e Helio Mattar, diretor-presidente do Instituto Akatu.

O projeto de lei, que poderia ser aprovado no Congresso por maioria simples, quer que os 30% da redução da despesa com a reforma administrativa será destinado diretamente ao programa substituto do Bolsa Família. Os 30% da arrecadação com privatizações iria para um fundo, coordenado por representantes da sociedade civil e do governo. A cada ano, 10% do patrimônio líquido do fundo, junto com os seus rendimentos, seriam transferidos ao Renda Brasil. O dinheiro do chamado “Fundo Convergência” seria administrado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Os empresários calculam que será possível levantar R$ 240 bilhões em dez anos para o programa, considerando estimativas do próprio governo de economia com a reforma administrativa e de diversos economistas em relação à expectativa com as privatizações (30% de duas iniciativas que gerariam, cada uma, R$ 400 bilhões em dez anos).

Isso praticamente dobraria o orçamento atual do Bolsa Família, considerando também da rentabilidade do fundo de privatizações.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Estadual15 minutos atrás

Aderes abre inscrição para empreendedores participarem de Feiras de fim de ano

A Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo do Estado (Aderes), abriu edital de seleção para...

Nacional20 minutos atrás

Homem morto por botijão de gás pode ser enterrado como pessoa não identificada

Divulgação/Polícia Militar do Rio de Janeiro Policiais militares prenderam o homem que jogou um botijão de gás de um apartamento...

Nacional20 minutos atrás

MP-RJ denuncia homens por filmagem e atos obscenos para mulheres em aula de ioga

Reprodução Record TV Homens filmaram mulheres praticando ioga e fizeram atos obscenos O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ)...

Mulher20 minutos atrás

Sthefany Brito brinca sobre a gravidez: “Me sentindo a grávida de Taubaté”

Reprodução/Instagram Sthefany Brito brinca sobre corpo na gravidez A atriz Sthefany Brito está na reta final da gravidez . Ela...

Política20 minutos atrás

Bolsonaro diz que vai dar voadora em quem praticar corrupção em seu governo

Marcello Camargo/Arquivo/Agência Brasil Bolsonaro diz que dará voadora em quem praticar corrupção em seu governo O presidente  Jair Bolsonaro (sem partido)...

Estadual20 minutos atrás

ICEPi publica 2ª convocação de envio de documentos para profissionais da saúde atuarem no Espírito Santo

O Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), publicou, nessa terça-feira (13), no Diário Oficial do Estado,...

Estadual20 minutos atrás

Música na Rede lança livro 'Canções Capixabas Para Quarteto ou Conjunto de Violões'

A ação Música na Rede lança livro “Canções Capixabas Para Quarteto ou Conjunto de Violões”. A publicação conta com 15 canções e tem...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!