conecte-se conosco


Direto de Brasília

Atirador invade Secretaria de Educação, mata servidora e comete suicídio no DF

Publicado

em


Secretaria de Educação do DF foi evacuada nesta segunda-feira, após caso de feminicídio contra servidora
Reprodução/Twitter
Secretaria de Educação do DF foi evacuada nesta segunda-feira, após caso de feminicídio contra servidora

Um homem armado invadiu um dos prédios da Secretaria de Educação, na 511 Norte, em Brasília, na manhã desta segunda-feira (20), e atirou contra uma servidora, antes de tirar a própria vida. A vítima também morreu após não resistir aos ferimentos.

Leia também: Estudante atacou atirador e freou massacre em universidade dos EUA, diz polícia

O crime aconteceu na Sede II da Secretaria de Educação
e a servidora trabalhava na Subsecretaria de Gestão de Pessoas. A Polícia Civil foi acionada, assim como a Militar, o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A informação foi confirmada pelo secretário de Educação do Distrito Federal, Rafael Parente. Por meio do Twitter, o chefe da pasta informou que cancelou a agenda de compromissos e seguiu para o local. “Todas as atividades do prédio da 511 estão suspensas, obviamente”, também escreveu ele.

De acordo com as informações preliminares, a vítima se chamava Debora Tereza Correia e tinha 43 anos. O atirador, ainda segundo tais informações, era ex-marido da servidora assassinada.

Essa já é a segunda vez no ano que o local é invadido por homens armados. Em março, o local foi invadido por um professor, que levava consigo um facão e uma besta – a mesma espécie de arco e flecha que foi utilizada pelos  assassinos no massacre
ocorrido na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo.  

Leia mais:  "A partir de janeiro vou estar na rua", diz Lula em evento em São Paulo

Invasão do professor

Na ocasião, o invasor foi detido após 10 minutos de tensão, antes mesmo de ferir qualquer pessoa. De acordo com a Polícia Militar, que o deteve, o professor chegou a subir até o 12º andar
, onde despacha o secretário, Rafael Parente. Felizmente, ele não estava na Secretaria de Educação , no momento do ataque.  

Imobilizado pela polícia, o homem foi retirado do prédio e levado ao 5º Distrito Policial (Centro) do DF. O homem é professor de violino erudito da Escola de Música de Brasília.

Segundo a pasta da Educação, o invador tinha histórico de distúrbio psiquiátrico e estava em licença médica. Seu atestado médico diz que ele adoeceu por conta do trabalho. Nas redes sociais, o secretário de Educação, Rafael Parente, também informou o fato.

Leia também: Polícia conclui que atirador de Campinas agiu sozinho e comprou arma no Paraguai

Em comunicado, o vice-governador, Paco Britto, que estava em exercício do cargo de governador do Distrito Federal, pediu o afastamento e a abertura de procedimento administrativo contra o professor que invadiu a   Secretaria de Educação
.

Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Alexandre de Moraes vota a favor de prisão após segunda instância

Publicado

em

source
Ministro Alexandre de Moares arrow-options
Rosinei Coutinho/SCO/STF

Ministro votou contra o ministro Marco Aurélio

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes votou a favor do cumprimento antecipado de pena após condenação em segunda instância . Com o voto, o placar está em 1 a 1 após o ministro Marco Aurélio Mello votar contra a pauta.

No início da leitura do voto, Moares disse que “toda vez que se altera a jurisprudência se fala em evolução”, mas que, às vezes, também há uma “involução”.

Acompanhe ao vivo: STF retoma julgamento sobre prisão em segunda instância

Em seguida, o ministro fez uma defesa da democracia e ciriticou ameaças à Corte. “Paixões políticas e ideológicas resultaram em ameaças ao STF, muito acima das salutares  manifestações de uma democracia. Relatores foram chamados de levianos e corruptos por ter uma posição contrária”, afirmou.

Na sustentação do voto, Moraes disse que “alterações de posicionamento não produziram nenhum impacto significativo no sistema penitenciário nacional” e que não vê que os princípios de presunção de inocência e de não culpabilidade serão feridos. “A decisão de segundo grau é fundamentada”, completou.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Projeto dá opção de pagamento no cartão para evitar corte de energia
Continue lendo
Política9 minutos atrás

Deputado Zeca Dirceu gastou mais de R$ 11 mil da Câmara com almoços em Brasília

arrow-options Agência Câmara Zeca Dirceu O deputado Zeca Dirceu (PT-PR) tem por hábito comer bem às custas do dinheiro da...

Economia5 horas atrás

Passageiro poderá receber indenização de R$51,39 por corridas canceladas em apps

Um Projeto de Lei (PL) de autoria do senador Almir Gurgacz (PDT-RO) quer que passageiros de aplicativos de transporte –...

Economia5 horas atrás

Mais 11 lotes de cervejas da Backer estão contaminados, diz governo

arrow-options Divulgação Substância tóxica foi encontrada em 32 lotes O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou no início...

Economia5 horas atrás

Mega-sena acumula e prêmio sobre para R$ 32 milhões

arrow-options Agência Brasil Prêmio da próximo semana é previso em R$ 32 milhões A Caixa realizou na noite deste sábado...

Entretenimento6 horas atrás

BBB20: Quem é quem no Big Brother Brasil, que terá anônimos e famosos

arrow-options Reprodução/Globo Participantes BBB 20 A TV Globo divulgou, neste sábado (18), a lista oficial dos participantes do ‘ BBB20...

Saúde9 horas atrás

Vírus de origem chinesa pode ter infectado mais de mil de pessoas

O número de pessoas infectadas por um vírus que já matou duas pessoas na China ultrapassa, provavelmente, mil casos e...

Saúde9 horas atrás

Mais 11 lotes de cerveja Backer estão contaminados, informa ministério

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou no início da noite deste sábado (18), os resultados de análises...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana