conecte-se conosco



Esportes

Ascensão e queda de “Moicano” são exemplos da magia cruel do MMA

Publicado

em

Renato 'Moicano', brasileiro do UFC
UFC/Divulgação

Renato ‘Moicano’, brasileiro do UFC

Há exatos cinco meses, Renato ‘Moicano’ chegava a Fortaleza com uma missão: derrotar José Aldo e, assim, credenciar-se como desafiante de Max Holloway, campeão peso-pena (66 kg) do UFC . Afinal, como Aldo já havia perdido duas vezes para Max, dificilmente o Ultimate daria uma terceira chance para o ‘Campeão do Povo’.

Leia também: Falhas de brasileiros na balança refletem ausência de cultura esportiva no país

A bola da vez era Moicano . Na capital cearense, o clima era de ‘troca de guarda’: com o veterano falando em aposentadoria, Renato parecia em situação ideal para subir de patamar com uma vitória sobre uma lenda.

Mas ele perdeu: depois de ganhar o primeiro round, foi surpreendido por uma combinação do veterano, que motivou a interrupção do combate. O retorno de ‘Moicano’ foi no sábado (22), contra Chan Sung Jung, sul-coreano que, a despeito de sempre ser perigoso, parecia já ter passado do seu auge como lutador.

Mas o confronto não durou nem 1 minuto. No primeiro jab desferido por Renato, o ‘ Zumbi Coreano ‘ se esquivou e acertou dois golpes que levaram o brasileiro ao chão. Lá, foi só bater até que o juiz parasse a luta.

Leia também: Derrotas de Spider, Aldo e Minotouro mostram troca de gerações no MMA brasileiro

Cinco meses foram suficientes para que a principal revelação brasileira dos penas passasse de provável desafiante ao cinturão a derrotado pelo 12º colocado do ranking. Agora, ‘Moicano’ certamente vai conhecer o que há de pior no torcedor brasileiro: o desdém com os que são derrotados. Como tantos outros atletas que ousaram flertar com o topo, será tratado como uma fraude, alguém que iludiu seus fãs ao fracassar na hora H.

Moicano perdeu do
Reprodução/Twitter

Moicano perdeu do “Zumbi Coreano” no UFC

Renato sentiu na pele uma das características mais marcantes do MMA como esporte: a imprevisibilidade. Em menos de dez minutos, somados os dois confrontos dele este ano, o lutador em ascensão entrou em vertiginosa queda de confiança e imagem perante o público.

Ao mesmo tempo cruel e mágica, a capacidade que a luta tem de elevar atletas ao céu ou relegá-los ao semiostracismo desafia a lógica. Mas outro detalhe muito importante nas artes marciais mistas é o timing. E se ele foi ruim agora, com dois reveses importantes e dolorosos seguidos, pode ser positivo em breve.

Renato tem 30 anos recém-completados. Dos 16 atletas que compõem o ranking dos penas — o campeão e mais 15 —, ele é o sétimo mais novo. Na listagem, há quem tenha 37 anos, como Frankie Edgar e Ricardo Lamas, 34, como Josh Emmett, e 33, como Jeremy Stephens.

Leia também: UFC deixa categoria dos moscas definhar, e o que virá ainda é incógnita

Moicano ‘ é, portanto, um legítimo top-15 com muitos anos de atividade pela frente. E, se duas derrotas foram suficientes para tirar dele o selo de potencial desafiante ao título, duas ou três vitórias certamente o colocam novamente no bolo. O principal desafio do brasileiro é mental: retomar a consciência de seu potencial e, com calma reconstruir seu caminho rumo aos primeiros lugares do ranking.

Tempo ele tem.

Comentários do Facebook

Esportes

Bolívia estuda volta do futebol e jogo contra a Seleção Brasileira

Publicado

em


.

 

Os primeiros jogos das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar, em 2022, estavam marcados para março, mas tiveram de ser adiados devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). A Conmebol ainda não definiu uma data, mas há a previsão de as eliminatórias começarem em setembro. A Seleção Brasileira vai estrear contra a Bolívia, em casa, e, se não houver mudança, o jogo será na Arena Pernambuco.

A Agência Brasil conversou com José María Carrasco, zagueiro do Blooming e da Seleção Boliviana. O jogador de 22 anos, que disputou a Copa América no Brasil no ano passado, disse que, apesar da preocupação com a saúde, está ansioso para o recomeço do futebol. Além disso, garantiu que acredita em uma nova classificação da Bolívia para o Mundial – a última participação da “La Verde” foi em 1994.

Zagueiro Carrasco confia na classificação para a Copa do Catar Zagueiro Carrasco confia na classificação para a Copa do Catar

Zagueiro Carrasco confia na classificação para a Copa do Catar – Henry Paul Ugarte

Agência Brasil: A Federação Boliviana de Futebol (FBF) vai se reunir com os clubes nesta sexta-feira (5), para discutir a volta às atividades. Como os jogadores do país estão lidando com este cenário?

Carrasco: Mais de dois meses e ainda não há planos de jogar novamente. Com os colegas de equipe, mantemos um diálogo constante, pois temos palestras e conferências quase diariamente, junto com a equipe de coaching.

Agência Brasil: Como isso pode interferir na qualidade das equipes?

Carrasco: Sem dúvida, isso prejudicará em todos os aspectos, tanto físico quanto técnico. Mas é nossa obrigação continuar treinando neste período de pandemia.

Agência Brasil: Sobre as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Catar, existe uma previsão de começo em setembro. Mas não há uma confirmação. Isso provoca ansiedade entre os atletas?

Carrasco: Pessoalmente, estou muito ansioso de voltar a jogar, mas sei que a saúde vem em primeiro lugar. Apesar de toda essa pandemia, estamos nos preparando mentalmente para enfrentar esses tipos de jogos, que sabemos que serão muito difíceis para nós.

Agência Brasil: Como vai ser entrar em campo, provavelmente, sem a presença do torcedor na arquibancada? O futebol vai mudar muito após a covid-19?

Carrasco: A verdade é que será muito estranho e diferente, pois estamos acostumados a sempre sentir o apoio dos torcedores. Eu acho que isso mudará em todos os aspectos, será como começar do zero, mas espero que, com o passar do tempo, tudo se normalize.

Agência Brasil: Como será enfrentar o Brasil na estreia fora de casa, sabendo do número de infectados e mortos pela covid-19. Isso de alguma forma preocupa?

Carrasco: Teremos de jogar no Brasil, então que seja o mais rápido possível. Queremos jogar contra as equipes mais fortes o quanto antes. Quanto à pandemia, estamos todos um pouco assustados. Mas certamente, quando competirmos novamente, teremos as medidas de saúde necessárias.

Agência Brasil: A Seleção Boliviana está confiante para alcançar a tão sonhada vaga em uma Copa do Mundo?

Carrasco: Para ser sincero, temos uma tremenda fé nessas rodadas de classificação, estamos nos preparando há um tempo para competir em igualdade de condições com qualquer equipe. E isso foi demonstrado no pré-olímpico pela seleção sub-23. Acreditamos firmemente que podemos nos qualificar para a próxima Copa do Mundo.

Edição: Sergio du Bocage

Comentários do Facebook
Continue lendo
Esportes8 minutos atrás

Bolívia estuda volta do futebol e jogo contra a Seleção Brasileira

.   Os primeiros jogos das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar, em 2022, estavam marcados para...

Polícia Federal23 minutos atrás

OPERAÇÃO HÓRUS – Policiais realizam apreensão de 2 veículos carregados com cigarros paraguaios

. Guaíra/PR – Na madrugada desta quinta-feira (4/6), mais uma apreensão foi realizada por equipes que participam da OPERAÇÃO HÓRUS,...

Internacional38 minutos atrás

Japão pode dar 300 milhões de dólares para projeto contra covid-19

. O primeiro-ministro do Japão, Abe Shinzo, prometeu 300 milhões de dólares em auxílio financeiro para uma organização internacional que...

Entretenimento48 minutos atrás

Nadja Pessoa desconfia de traição e contrata detetive para investigar D’Black

Esta coluna já havia antecipado que o casamento do cantor D’Black com Nadja Pessoa havia subido no telhado. Poucos dias...

Entretenimento58 minutos atrás

Programa do filho de Datena é retirado do ar pela Band em Goiânia

Reprodução Vicente, filho de Datena, perdeu seu programa em Goiânia Leia também: Salário de meio milhão de Gottino gera climão na...

Educação1 hora atrás

Conselho da Ufes decide manter calendário acadêmico de 2020

A decisão foi tomada durante uma reunião virtual do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), realizada na tarde da...

Mulher1 hora atrás

Horóscopo do dia: previsões para 5 de junho de 2020

Marcelo Dalla O horóscopo do dia apresenta a previsão para o seu signo e ascendente ÁRIES Procure ganhar tempo para...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!