conecte-se conosco


São Mateus

Arrumação da praça da orla do balneário de Guriri quase vira caso de policia

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – Uma ação da Secretaria de Obras da Prefeitura de São Mateus com a retirada do calçamento de paralelepípedo da famosa Praça Wilson Gomes, em Guriri quase se transformou em caso de polícia na tarde desta terça-feira (06). A primeira impressão que se tinha era de que uma barraca de Krepe Suíço que existe no local há mais de 15 anos seria demolida, o que na verdade não aconteceu.

De acordo com informações do administrador de Guriri, Herbert Marques, a Secretaria de Obras está apenas retirando os paralelepípedos para fazer o nivelamento da praça com o asfalto, mas não apresentou nenhuma justificativa plausível que pudesse convencer comerciantes do entorno da praça.

Na verdade, segundo alguns moradores, a ação não tem garantia por meio de projeto. Já Herbert afirma que a prefeitura vai reaproveitar os bloquetes e que a obra, ao contrário do que pensam comerciantes do entorno da praça, não acarretará despesas.

Quanto à ameaça de destruição da praça, não procede. Herbert revelou ainda que não passa de rumores o que falam da intenção da Prefeitura em remover do local a banca de revistas do Gaúcho localizada há décadas na praça da Cascata, que também já passou por processo de demolição.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Ministério Público denuncia deputado Luiz Durão por estupro
publicidade

São Mateus

Petrocity anuncia investidor internacional no porto em São Mateus

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – Um passo largo para o início da construção da maior plataforma de logística do Brasil será dado nesta quinta-feira, 17 de janeiro, às 15 horas, no Palácio Anchieta, quando a Petrocity Portos S.A. assinará com seus parceiros os contratos para instalação do Centro Portuário de São Mateus, em Urussuquara, litoral Norte do Espírito Santo.

Na ocasião, o presidente da Petrocity, José Roberto Barbosa da Silva, assinará com o governador Renato Casagrande (PSB) o Memorando de Entendimento para a execução da obra e apresentará quem é o principal investidor internacional no projeto e cujo representante também participará do evento.

O presidente da Petrocity fará uma apresentação técnica de todo o projeto, incluindo as projeções para a futura Estrada de Ferro Minas-Espírito Santo, ligando Sete Lagoas (MG) a São Mateus.

Mais de 200 lideranças empresariais e políticas de Norte a Sul do Estado, bem como de Minas Gerais, já confirmaram participação no evento. Aliás, uma delegação composta por dois deputados estaduais, prefeitos e vereadores mineiros confirmou sua participação e terá, com a direção da Petrocity, um encontro posterior à solenidade no Anchieta para conhecer mais detalhes sobre os dois projetos.

MUDANÇA
Principal liderança política da região Noroeste do Estado, o deputado Enivaldo dos Anjos (PSD) é um defensor dos dois projetos por considerar que isso provocará uma revolução na economia ao Norte do rio Doce.

“Será o terceiro ciclo do nosso desenvolvimento, que começou em meados do século passado com a cultura do café, ampliou-se com as rochas ornamentais e agora terá um novo impulso”, disse o parlamentar.
O Centro Portuário de São Mateus implicará em investimentos de R$ 3,2 bilhões, sendo que o principal contrato será destinado à Construtora Odebrecht, previsto em R$ 2,1 bilhões. Será a primeira grande obra da empresa desde que começaram as investigações da Operação Lava Jato, que atingiu seus principais executivos.

“Estamos projetando a maior plataforma logística do Brasil e a Odebrecht é nossa parceira nesse empreendimento. É a empresa brasileira mais bem preparada para esse tipo de obra. A Odebrecht já construiu 52 portos no mundo e 19 no Brasil. Nessa reunião técnica, todos conhecerão nossos parceiros no investimento. Assim que o Iema nos der a licença ambiental, começaremos a contratar imediatamente para iniciar as obras, que no porto vão durar em torno de três anos”, disse José Roberto.

Durante a fase de construção civil, as obras do CPSM gerarão 2.500 empregos diretos e, quando entrar em operação, serão 2.000 empregos diretos e expectativa de outros 6 mil indiretos. O porto terá capacidade inicial de movimentar 1,4 milhão de toneladas anuais de cargas diversas, comportando navios dos maiores portes que navegam nos oceanos do mundo, pois seu calado passará de 16 metros.

O impacto do complexo portuário, o único da região Sudeste na área da Sudene, ocorrerá sobre a economia tanto do Norte e Noroeste do Espírito Santo, quanto do Sul da Bahia e do Leste de Minas, diretamente, mas existe uma grande expectativa ao longo de todo o trecho previsto para a nova ferrovia, especialmente na região de Confins e Sete Lagoas, pois cargas do Brasil Central e do Centro-Oeste poderão ser transportadas até as UTACs dessas duas cidades e embarcadas direto para São Mateus.

FERROVIA
A segunda planta, composta pela estrada de ferro, está despertando grande interesse nas regiões de impacto direto, especialmente nas cidades onde estão programadas Unidades de Transbordo e Armazenagem de Cargas (UTACs): Barra de São Francisco (ES), Governador Valadares, Santa Maria de Itabira, Confins (município onde está instalado o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte) e Sete Lagoas.

De acordo com o presidente da Petrocity, o complexo portuário não depende da ferrovia, mas a sua construção é fundamental para criar uma conexão com o interior do País, tanto para exportações quanto para a internacionalização de importações. “O transporte ferroviário dá mais competitividade aos produtos brasileiros, pois o frete é muito mais barato do que o modal rodoviário”, disse José Roberto.

Um dos setores mais impactados, no primeiro momento, seria o de rochas ornamentais do Noroeste do Espírito Santo. De acordo com empresários da região, hoje cerca de 600 carretas trafegam diariamente nas rodovias em direção à Grande Vitória e Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. As informações são de que as empresas do setor hoje operem com a metade de sua capacidade por falta de logística de transporte.
A primeira etapa da ferrovia será de São Mateus a Governador Valadares, segundo o presidente da Petrocity, José Roberto Barbosa da Silva, com extensão de 260km.

 

Leia mais:  Julgamento sobre terceirização no STF tem 5 votos a favor e 4 contra

(Série de reportagens produzidas pelo jornalista José Caldas da Costa sobre os impactos dos projetos da Petrocity na economia do Norte e Noroeste do Espírito Santo)

Comentários do Facebook
Continue lendo
Economia4 minutos atrás

Suzano é eleita uma das 50 empresas mais amadas do Brasil pela “Love Mondays”

Ranking espontâneo aponta ambientes de trabalho com melhores avaliações durante 2018 A Suzano foi indicada entre as 50 empresas mais amadas do Brasil,...

Direto de Brasília32 minutos atrás

Moro afirma que não é possível enviar Força Nacional ao Pará agora

Reprodução/ Facebook Governador paraense se reuniu com o ministro Sérgio Moro e reiterou o pedido de ajuda federal O ministro...

Regional1 hora atrás

Polícia prende chefe do tráfico de drogas de três bairros em Pinheiros

Denúncia de agressão doméstica deu início à operação; acusado já tinha três mandados em aberto PINHEIROS (ES) – O chefe...

Mulher1 hora atrás

Roteiro de drinques de verão super refrescantes

Nesses dias e noites da estação mais quente do ano, nada melhor do que drinques de verão para se refrescar....

Entretenimento1 hora atrás

15 perguntas! Nany People fala sobre carreira, política, namoro e muito mais

Desde o início de sua trajetória em Minas, sua terra natal, até a ida para São Paulo em busca do...

Economia2 horas atrás

Preço da gasolina nas refinarias volta a subir e chega a R$ 1,4990

Divulgação/Prefeitura de Paulínia A alta do petróleo e a desvalorização do real frente ao dólar motivaram o reajuste no preço...

Entretenimento2 horas atrás

Que calor! Cacu Colucci aproveita dia ensolarado com banho de mangueira

A ex-“BBB 10”, Cacau Colucci, fez a temperatura subir nesta quarta-feira (16) com um clique super sensual em seu perfil...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana