conecte-se conosco


São Mateus

Aposentados demitidos pela Prefeitura de São Mateus vivem em estado de penúria

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – O clima de instabilidade política vivenciado pelos mateenses desde a posse do Prefeito Daniel Santana Barbosa, o Daniel da Açaí – cassado pela Justiça Eleitoral de Primeira Instância e mantida a cassação pelo Tribunal Regional Eleitoral e pela relatora do TSE, Ministra Rosa Weber, em despacho monocrático – pegou em cheio os servidores públicos municipais. 

No ano passado o prefeito baixou decreto demitindo mais de 300 servidores aposentados pelo INSS há mais de 3 anos, sem lhes ofertar ampla defesa e contraditório, e muitos menos dialogar com a categoria em total afronta a Constituição Federal, conforme denúncia de uma comissão que luta na Justiça para que retornem ao trabalho. 

Atualmente muitos desses servidores pegos abruptamente de surpresa, estão sofrendo com cobranças dos bancos – considerando que fizeram empréstimos consignados, para descontar mensalmente do salário que ganhavam no Município-, advindo daí inúmeras doenças em face da difícil situação que estão vivendo, pois não tem como pagar suas dívidas. 

O FA NOTÍCIAS pode ouvir muitos desses servidores e pode constatar que muitos estão depressivos, sofrendo de pressão alta e inúmeras outras doenças desencadeadas após essa atitude infeliz do atual Prefeito Daniel Santana. 

Alguns desses servidores se manifestaram, todavia pediram para ficarem no anonimato para não serem perseguidos quando retornarem ao trabalho – eles acreditam que a Justiça será feita e voltarão-, dizendo que o Prefeito está perseguindo os servidores públicos municipais efetivos desde o início de sua gestão, cometendo inclusive assédio moral em muitos desses servidores. Eles aguardam que a Justiça seja feita, e possam retornar ao trabalho, considerando que a Constituição Federal permite ao servidor se aposentar pelo INSS e continuar trabalhando até atingir a idade de 75 anos. 

Pelo menos 80% dos 331 servidores efetivos do município mateense, por terem aposentado pelo Regime Geral de Previdência Social (INSS), no dia 24 de outubro de 2018 estão com dificuldades financeiras, já que contraíram empréstimo bancários e não tem hoje condições de arcar com o pagamento. O dinheiro que recebem mal dá para comprar medicamentos para doenças que tem enfrentado como consequência da depressão, pressão arterial alta e outras comuns para a idade da maioria.

E a situação é ainda mais grave quando há denúncias de que já houve casos de três aposentados que morreram em decorrência de doenças que apareceram depois que começaram a enfrentar problemas com agentes financeiros por não terem como quitar os empréstimos que contraíram.

PENÚRIA

A professora Gelva Maciel Fernandes, moradora de Guriri conta que fez três empréstimos, sendo dois na Caixa Econômica Federal e um no Banco do Brasil e agora não consegue pagar com o que ganha com a aposentadoria. “Eu contava, como a maioria, que iria continuar trabalhando, mas não foi isso que aconteceu. Com as dívidas vieram os problemas de saúde como depressão e insônia”, conta ela, adiantando que uma filha é quem paga sua passagem para consulta médica de dois em dois meses com um psiquiatra no Rio de Janeiro.

Cleonice Oliveira Santos Nascimento já até perdeu as contas de quantos remédios toma diariamente para controle da pressão arterial e outras doenças. Ela, que mora no Bairro Aroeira, devido ao problema decorrente da demissão na Prefeitura esteve à beira da morte. “Só Deus na causa, senti a morte de perto durante cinco dias internada na UTI de um Hospital de Linhares e outros 14 dias no Roberto Silvares. “O dinheiro que recebo mal dá para comprar remédios”, conta, lembrando que pegou o dinheiro do pagamento do Tíquete atrasado para amortecer algumas prestações do empréstimo que fez para ajudar um filho que precisava construir.

Quem também aceitou falar da situação em que se encontra, principalmente da saúde que piorou depois de sua demissão é Elizabeth Fuzaro, 66, moradora do Centro de São Mateus. “Vivendo à base de vários medicamentos, Bete, como é chamada, disse que tem noites que nem consegue dormir, preocupada com o pagamento do empréstimo que contraiu na esperança que continuaria trabalhando depois da aposentadoria. “É desumano o que nos sujeitaram”. 

A esperança desses servidores que também é a dos mateenses é que a Justiça possa dar solução a essa instabilidade política e jurídica em São Mateus, principalmente pelo fato da cidade encontrar-se sem nenhum investimento por parte de empresários, não gerando desenvolvimento e concomitantemente criando postos de trabalho em face dessa incerteza de quem irá administrar o Município até o fim de 2020, e o Chefe do Executivo só tem feito é destruir  obras que já estavam feitas e perseguir os servidores, afirmam os membros da comissão que aguardam uma decisão da ministra  Rosa Weber, relatora do processo de Daniel em Brasília.


OUTRO LADO:

A reportagem tentou fazer contato com a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Mateus, através do responsável da pasta, mas às ligações eram remetidas à caixa postal.

A nossa equipe deixou mensagem no aplicativo de mensagens Whatsapp, mas até o momento da postagem da matéria, não obtivemos retorno.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Tribunal de Justiça realiza formação de mediadores para atuar na solução de conflitos
publicidade

São Mateus

Casos de Dengue hemorrágica em São Mateus deixa população em alerta

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – O registro de três casos de dengue hemorrágica em São Mateus, conforme admitiu a diretora do Hospital Roberto Silvares Vanete Timóteo, acende uma luz no fundo do poço e exige das autoridades rapidez na busca pela prevenção como campanha de conscientização da população de como evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Vale lembrar que o mosquito não transmite apenas a Dengue como chikungunya e o vírus zika.

Enquanto o município evita se aprofundar na questão com divulgação de dados que mantenham a população informada sobre o surto da dengue em São Mateus, a Câmara de Vereadores, através dos vereadores Jozail do Bombeiro (PTB), Carlos Alberto Alves (PSB) e o presidente do Legislativo Jorginho Cabeção, que compõem a Mesa Diretora, se juntaram para pedir providências da Secretaria Municipal de Saúde.

A situação é preocupante e soa nos quatro cantos da cidade a dificuldade do município em combater eficazmente o surto com medidas. Em função da situação, Jorginho Cabeção sugeriu que o secretário de Saúde Henrique Luiz Folador fosse chamado à Câmara para explicar o que tem sido feito. Já passam de dois mil o número de casos suspeitos da Dengue comum no município e a situação fica mais grave quando se confirma os casos de hemorrágica que foram atendidos no Hospital Roberto Silvares.

Mesmo antes do convite, o secretário, ouvido pela reportagem nesta quinta-feira (13) adiantou que o município tem feito sua parte com palestras nas comunidades e carro fumacê. Mas evitou informar oficialmente quantos casos foram notificados e confirmados este ano em São Mateus. “Esses números só a Secretaria de Estrado da Saúde pode divulgar”, resumiu Folador.

LEVANTAMENTOS OFICIAIS

O aumento do número de casos de dengue em São Mateus foi um dos assuntos dominantes, em plenário, na sessão da Câmara, de terça-feira (11) de junho.

De acordo com levantamento da SESA (Secretaria de Estado da Saúde) levado à tribuna  pelo vereador Jozail do Bombeiro, de janeiro até agora, foram registrados 2.078 casos de dengue no município. De quatorze cidades da região, oito estão em estado de alerta.

Autor de indicações ao Chefe do Poder Executivo em 2018 para limpeza de terrenos baldios e para intensificar o carro fumacê, principalmente em Guriri, onde está a maior incidência, pela quantidade de imóveis fechados, o vereador afirmou que não foi atendido. “Nada disso foi feito, mas a gente não pode ficar de braços cruzados, o município tem que fazer a parte dele e a população tem que cumprir também o seu papel, combatendo todo dia os focos do mosquito transmissor da doença”, disse.

Para o vereador Carlos Alberto Gomes é preciso colocar mais carros fumacê em ação nos bairros. “A nossa preocupação é que veio a chuva de novo, aí o mosquito volta. Estamos com epidemia de dengue em São Mateus e só um carro fumacê não funciona, precisamos de dois ou três e a população também precisa fazer a parte dela”, lembrou o vereador.

Leia mais:  TSE publica afastamento de Daniel da prefeitura de São Mateus

Ele alertou também sobre o perigo da dengue hemorrágica, estágio mais grave da doença, que ocorre quando a pessoa infectada com o vírus da dengue sofre alterações na coagulação sanguínea. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte. “Um funcionário do meu filho pegou dengue hemorrágica, uma situação gravíssima, com sangramento, diminuição muito grande das plaquetas no sangue e a boca sangrando E este não é o primeiro caso.

AÇÕES INTEGRADAS

Uma das sugestões apresentadas é convidar o secretário municipal de saúde e o superintendente estadual para discutirem com os vereadores ações integradas para enfrentar o problema.

COMBATE

Segundo o líder do governo na Câmara, Francisco Amaro  a secretaria de saúde do município está atenta ao combate ao mosquito. “Estão fazendo mutirões e campanhas de conscientização. O carro fumacê parou porque faltou inseticida, que estava em falta em todo o Brasil, mas já voltou a atender a população”, explicou o vereador.

Quanto ao questionamento dos parlamentares em relação à falta de fiscalização dos terrenos baldios, responsáveis por boa parte dos focos do mosquito, que se reproduz facilmente em pneus e garrafas plásticas depositados nestes locais, Francisco Amaro responsabilizou os proprietários pelo descuido. “A prefeitura tem fiscalizado, notificando o dono que não faz a limpeza. Mas aí o proprietário não paga a multa e o débito vai para a dívida ativa. A gente tem essa dificuldade”, admitiu.

PREVENÇÃO

A melhor forma de evitar a dengue é acabar com os criadouros.

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o inseto se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas.

Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Economia30 minutos atrás

União pagou em maio R$ 401 milhões em dívidas atrasadas de estados

Rodrigues Pozzebom/AgÊncia Brasil Mansueto Almeida, Secretário do Tesouro Nacional, órgão responsável por cobrir os calotes O Tesouro Nacional pagou, em...

Economia30 minutos atrás

Preço médio do aluguel de imóveis no país supera inflação em maio e sobe 0,56%

Reprodução Belo Horizonte foi a única capital brasileira que teve queda no preço do aluguel no período O preço do...

Direto de Brasília31 minutos atrás

Dono de software revela que foi contratado para disparar mensagens pró-Bolsonaro

Isac Nóbrega/PR Mensagens a favor da eleição de Jair Bolsonaro teriam sido enviadas após contrato assinado por empresas brasileiras Uma...

Direto de Brasília31 minutos atrás

MP pede investigação sobre aumento de gastos com diárias de senadores

Agência Senado Desde que Davi Alcolumbre assumiu o comando da casa, os gastos dos senadores aumentaram 154% O Ministério Público...

Esportes31 minutos atrás

Cadê o vídeo? Justiça emite mandado de busca e apreensão do celular de Najila

TV Record/Reprodução Najila Trindade em entrevista à TV Record A Justiça emitiu um mandado de busca e apreensão do celular...

Esportes31 minutos atrás

Ex-presidente da Uefa, Michel Platini é preso por suspeita de corrupção

REPRODUÇÃO/UEFA Francês é investigado por possível manipulação na escolha da sede do mundial de 2022 O ex-presidente da Uefa (2007-2015)...

Entretenimento31 minutos atrás

Juliana Paes quer cena “épica” entre Maria da Paz e Jô em “A Dona do Pedaço”

Quem acompanha Juliana Paes no Twitter sabe que a atriz sempre comenta sobre ” A Dona do Pedaço ” em...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana