conecte-se conosco



Nacional

Após laudo, perícia vai determinar de que arma partiu tiro que matou miliciano

Publicado

em

source
Miliciano Adriano da Nóbrega arrow-options
Reprodução

Miliciano foi morto durante ação do Bope em sítio na Bahia

A Polícia Civil da Bahia aguarda a entrega de três laudos referentes à morte do ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega que estão sendo produzidos pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) do estado. Os documentos serão entregues ao Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), que está investigando a morte do miliciano.

Leia também: Pode morder e até viver sem cabeça; curiosidades que você não sabe sobre baratas

Ainda estão sendo produzidos os laudos de confronto balístico, o de local de crime e o referente ao escudo usado pelos policiais do Bope durante confronto com Adriano. Ainda não há previsão para que os documentos sejam encaminhados à Draco. Nessa quarta-feira, o DPT enviou para a delegacia o laudo de necrópsia feito no corpo do miliciano .

Pelo laudo de confronto balístico será possível, por exemplo, determinar de que arma foi feito ao menos um dos disparos que atingiram Adriano . Um dos dois projéteis que atingiram o miliciano ficou em seu corpo, possibilitado uma análise para saber de que arma o mesmo saiu. Os armamentos usados pelos policiais militares do Bope da Bahia que participaram da ação estão sendo periciados.

No laudo de local de crime , os peritos fazem uma análise de todos os elementos encontrados onde ocorreu o episódio, indicando áreas nas quais foram achadas marcas de disparos de arma de fogo, por exemplo, e possíveis trajetórias dos tiros.

Já a análise do escudo dos policiais do Bope servirá para atestar se danos encontrados no objeto foram causados por disparos de arma de fogo. Em seu depoimento, os PMs relataram que o escudo evitou que dois disparos de arma de fogo feitos por Adriano os atingissem. Eles alegaram que só atiraram após o miliciano ter feito so disparos contra eles.

Leia também: MEC prorroga prazo e estudantes têm até sexta-feira para fazer inscrição no Fies

“Olhando preliminarmente enxergamos duas marcas provenientes de impactos relevantes. As equipes agora analisarão se existem fragmentos de chumbo ou cobre, presentes em projéteis”, explicou o diretor do DPT, Élson Jeffesson.

Nessa quarta-feira, foi entregue à Draco o laudo de necrópsia feito no corpo de Adrino. O exame atestou que o ex-capitão do Bope foi atingido por dois tiros na operação policial em Espalanada, na Bahia, na qual acabou morto. De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, um dos disparos entrou na região entre o pescoço e a clávicula, e o outro, no peito. Um dos projéteis atravessou o corpo de Adriano e o outro, ficou alojado. O exame foi feito pelo Instituto Médico Legal do município de Alagoinha. O laudo aponta ainda que a causa da morte de Adriano foi “anemia aguda secundário à politraumatismo por instrumento de ação pérfuro-contundente”.

Cremação proibida

O corpo de Adriano chegou ao Rio de Janeiro no fim da noite de terça-feira. Os familiares do miliciano planejavam cremá-lo nessa quarta, mas o pedido feito à Justiça foi negado. Em sua decisão no Plantão Judiciário, a juíza Maria Isabel Pieranti negou a solicitação por entender que a mesma não se adequava á legislação. Além disso, a magistrada constatou a falta de alguns documentos à solicitação, como Guia de Remoção de Cadáver e Registro de Ocorrência, além de ter ressaltado que a cremação de Adriano poderia inviabilizar possiveis “providências” a serem tomadas pela autoridade policial com o intuito de melhor esclarecer a sua morte.

Leia também: Ministro Onyx Lorenzoni aceita trocar Casa Civil pelo Ministério da Cidadania

Já na tarde de quarta-feira, o juiz Gustavo Gomes Kalil, da 4ª Vara Criminal do Rio, deu uma nova decisão proibindo a cremação no processo referente à Operação Intocáveis, desencadeada pelo Ministério Público estadual do Rio em janeiro do ano passado, e na qual Adriano era alvo. O pedido foi peito pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ). “A toda evidência, em se tratando de óbito não advindo de causas naturais, mas decorrente de disparo de arma de fogo, a cremação só poderá ocorrer após a realização de todas as diligências e confecção de todos os laudos periciais necessários para elucidação de tais circunstâncias”, afirma o MP no documento enviado à Justiça.

O juiz Gustavo Kalil determinou que a cremação do miliciano seja suspensa até que seja encaminhada para o Rio toda a documentação de sua morte pelas autoridades da Bahia. O magistrado determinou que todos os crematórios do Rio sejam comunicados da decisão.

Comentários do Facebook

Nacional

Agente de segurança será investigado após tirar selfie com homem baleado no Rio

Publicado

em

source
Selfie arrow-options
Reprodução

Imagem de agente com a arma na mão viralizou nas redes sociais

A coordenação do Programa Segurança Presente abriu um procedimento para apurar a conduta de um agente, que trabalha em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Uma foto dele segurando uma arma, com um homem baleado, caído no chão, viralizou em redes sociais. O registro foi feito após um tiroteio no Centro de Duque de Caxias, quando equipes do Segurança Presente tentaram impedir um assalto. Na ocasião, o suspeito e a vítima foram baleados.

Leia também: Após laudo, perícia vai determinar de que arma partiu tiro que matou miliciano

O confronto em Caxias foi por volta das 8h30. O agente fazia um patrulhamento a pé pela Praça Roberto Silveira ao lado de colegas quando dois homens numa motocicleta tentaram assaltar Moisés Paixão Nogueira Filho, de 58 anos, que também estava de moto. Quando as equipes se aproximaram, houve confronto.

Ferido, Moisés foi levado para o Hospital Daniel Lipp, que é particular, e o suspeito, para o Hospital municipal Moacyr do Carmo, ambos em Caxias. O outro suspeito fugiu.

Leia a íntegra da nota do Programa Segurança Presente

“Agentes da Operação Caxias Presente em patrulhamento a pé pela Praça Roberto Silveira tiveram a atenção voltada para dois homens em uma motocicleta que tentavam roubar uma outra motocicleta, pilotada por um homem. Ao se aproximarem para a abordagem, os agentes foram recebidos a tiros. Um dos assaltantes e o motociclista foram feridos e levados para os hospitais Moacyr do Carmo e Daniel Lipp. A arma que estava com o assaltante foi apreendida.

Leia também: MEC prorroga prazo e estudantes têm até sexta-feira para fazer inscrição no Fies

Em relação à imagem, a coordenação da Operação Segurança Presente abriu um procedimento para identificar o agente , que terá sua conduta investigada. A coordenação ressalta que a qualificação dos agentes é uma preocupação constante. Por isso, frequentemente são oferecidos cursos de capacitação, com.o que será ministrado no dia 18, sobre a Lei de Abuso de Autoridade.”

Comentários do Facebook
Continue lendo
Saúde2 minutos atrás

Médico diz como doença do beijo pode ser evitada no carnaval

O carnaval começa daqui a oito dias em todo o Brasil. Para brincar com segurança, os foliões devem estar atentos...

Polícia Federal2 minutos atrás

Operação Smoke desarticula grupo criminoso responsável por comércio ilegal de papel seda

Dionísio Cerqueira/SC – A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (13/2) a Operação Smoke, cujo objetivo é desarticular grupo criminoso dedicado...

Polícia Federal2 minutos atrás

Operação Araracanga investiga grupo criminoso responsável por comércio ilegal de animais silvestres

Palmas/TO – A Polícia Federal deflagrou nessa manhã (13/2) a Operação Araracanga, visando desarticular organização criminosa envolvida em caça e...

Nacional2 minutos atrás

Após laudo, perícia vai determinar de que arma partiu tiro que matou miliciano

arrow-options Reprodução Miliciano foi morto durante ação do Bope em sítio na Bahia A Polícia Civil da Bahia aguarda a...

Nacional2 minutos atrás

Agente de segurança será investigado após tirar selfie com homem baleado no Rio

arrow-options Reprodução Imagem de agente com a arma na mão viralizou nas redes sociais A coordenação do Programa Segurança Presente...

Economia15 minutos atrás

Caixa inicia hoje pagamento do PIS/Pasep para nascidos em março e abril

arrow-options Reprodução/Internet PIS/Pasep Começa a ser pago nesta quinta-feira (13) o abono salarial PIS do calendário 2019-2020 , ano-base 2018,...

Polícia Federal15 minutos atrás

PF deflagra 2ª fase da Operação Vagatomia para investigar fraudes em obtenção de vagas em faculdade

Jales/SP – A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (13) a segunda fase da Operação Vagatomia, denominada “VERITÀ PROTETTA”...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana