conecte-se conosco


Economia

Após demissão de Levy e embates entre Maia e Guedes, dólar opera instável

Publicado

em

O dólar comercial voltou a operar de forma instável nesta segunda-feira (17). A moeda americana abriu os negócios em alta, mas agora opera com queda de 0,25%, a R$ 3,89.

Joaquim Levy
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Demissão de Joaquim Levy da presidência do BNDES colabora para instabilidade no mercado financeiro

O comportamento da divisa é influenciado pelos recentes acontecimentos envolvendo o cenário doméstico, como as críticas entre o ministro da Economia e o presidente da Câmara, além da recente  demissão de Joaquim Levy da presidência do BNDES.

“O embate entre Maia e Guedes segue repercutindo no mercado. Somou-se a isso a saída do presidente do BNDES neste domingo. Os  nomes cogitados para assumir a presidência do banco são bem vistos pelo mercado, mas não pegou muito bem o comentário de que a permanência de Levy estava por um fio”, destacou Álvaro Bandeira, economista-chefe do banco Modalmais.

Além das questões políticas, a semana será mais curta por conta do feriado de Corpus Christi e com uma agenda bem densa de indicadores econômicos. Haverá reuniões tanto do Banco Central do Brasil (BC) quanto do Federal Reserve (o BC dos Estados Unidos).

“A semana será curta e pesada, com muitas reuniões e divulgações econômicas. É possível que haja surpresas sobre a taxa de juros tanto nos EUA quanto aqui no Brasil. Mas, inicialmente, a expectativa é de que as taxas de juros sejam mantidas”, disse Bandeira.

Os economistas destacam que, mesmo em meio a estes recentes acontecimentos, é possível que o quadro positivo em relação ao câmbio continue ao longo o pregão nesta segunda. Mas pontua, entretanto, que a qualquer novo atrito a situação pode ser invertida e o dólar voltar a subir.

Leia mais:  Temer veta Refis do Supersimples invocando Lei de Responsabilidade Fiscal

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
publicidade

Economia

Ministro da Infraestrutura recebe caminhoneiros na semana que vem

Publicado

em

Ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas arrow-options
Agência Brasil/Wilson Dias
Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas se encontrará com caminhoneiros na próxima semana para falar sobre o frete rodoviário

Diante da possibilidade de uma  nova paralisação dos caminhoneiros, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, vai receber na próxima semana, em Brasília, lideranças da classe dos caminhoneiros. O objetivo é discutir, entre outros pontos, a nova tabela de preços mínimos do frete rodoviário, que causou insatisfação entre os motoristas.

A movimentação entre os caminhoneiros começou depois que, na última quinta-feira (18), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) divulgou uma resolução com uma nova tabela para o frete. A nova versão foi feita a partir de um estudo da área de logística da Escola de Agronomia da Universidade de São Paulo (USP).

Leia também: Confiança do consumidor é a menor desde o início do governo Bolsonaro

O objetivo foi adequar os preços aos diferentes tipos de carga, rotas e veículos. Pela regra, ela entra em vigor a partir deste sábado, dia 20. Na visão da categoria, os novos preços são inviáveis financeiramente para os caminhoneiros – e o governo precisa se posicionar.

O ministro da infraestrutura está nesta sexta-feira (19) em Ipatinga, Minas Gerais, por ocasião da abertura de parte da BR 381, mas já afirmou por meio de sua assessoria que receberá a classe  para um “diálogo aberto” já na próxima semana. 

Veja mais: Petrobras “pouco pode fazer” por preço do diesel e caminhoneiros, diz presidente

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que, embora seja um direito de todos, espera que os caminheiros não entrem em greve “porque atrapalha o Brasil”, disse. Segundo ele, o governo já fez “alguma coisa” em prol das demandas da categoria.

Leia mais:  Seguros de casa e carro podem cobrir estragos causados por enchentes; entenda

Bolsonaro ressaltou que o Parlamento precisa fazer sua parte, referindo-se à aprovação do projeto de lei que aumenta o número de pontos para perda da carteira e altera outros dispositivos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). 

“Acredito que caminhoneiros não façam paralisação porque isso atrapalha muito a economia. Reconhecemos a dificuldade na carreira e estamos prontos para continuar conversando, mas estamos em um país livre e democrático onde impera o livre mercado. Lei da oferta e da procura. Greve atrapalha o Brasil como um todo”, disse o presidente.

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Entretenimento26 minutos atrás

Ana Maria sobre parceria com Louro José: “O que eu não puder falar, ele fala”

Na última quinta-feira (18)  Ana Maria Braga foi a convidada de Tatá Werneck no programa “Lady Night”, exibido no Multishow...

Esportes26 minutos atrás

Argélia derrota Senegal por 1 a 0 e conquista Copa Africana de Nações

arrow-options AFC/DIVULGAÇÃO Riyad Mahrez, astro da Argélia Com um gol logo no começo da partida, a seleção da Argélia bateu...

Esportes26 minutos atrás

Goleiro Bruno deixa prisão em Varginha e cumprirá regime semiaberto

arrow-options Reprodução/EPTV Goleiro Bruno Após obter o direito à progressão ao regime semiaberto , o goleiro Bruno Fernandes deixou o...

Nacional26 minutos atrás

Bolsonaro em vazamento: “Dos governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão”

arrow-options Marcos Corrêa/PR Bolsonaro chamou Nordeste de “Paraíba” Captada por microfones, uma declaração do presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (19) provocou reações...

Nacional26 minutos atrás

Ministro do Turismo tira licença para tratar de “assuntos particulares”

arrow-options Isac Nóbrega/PR – 30.5.19 Ministro do Turismo pediu licença do cargo O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio — assim como fez...

Versão Impressa49 minutos atrás

FA 1108 / 20 DE JULHO DE 2019

Comentários do Facebook Leia mais:  Motoristas da Uber e Lyft organizam greves ao redor do planeta nesta quarta

Polícia Federal1 hora atrás

PF combate concussão e lavagem de dinheiro em Vila Velha/ES

Vila Velha/ES – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (19/7) a Operação Endosso, com o objetivo de desarticular suposto esquema...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana