conecte-se conosco


Nacional

Aplicativo de acompanhamento do trabalho parlamentar é lançado

Publicado

em


O aplicativo Poder do Voto também serve para os parlamentares conhecerem a opinião de seus eleitores
Wilson Dias/Agência Brasil
O aplicativo Poder do Voto também serve para os parlamentares conhecerem a opinião de seus eleitores

Foi lançado nesta terça-feira (12) o aplicativo Poder do Voto, que permite aos cidadãos acompanhar discussões dos projetos de lei em pauta na Câmara e no Senado. É possível escolher até três senadores e um deputado para seguir e saber como se posicionaram em qualquer votação.

Leia também: Afinal, quem votou duas vezes em Renan Calheiros na eleição do Senado?

O usuário também pode comentar se é a favor ou contra uma lei e conhecer a opinião de diferentes entidades sobre os temas em pauta. O Poder do Voto
pode ser baixado gratuitamente nas plataformas Android e IOs.

Para marcar o lançamento do aplicativo, um binóculo gigante apontado para o Congresso
Nacional foi instalado em frente ao Congresso, na Esplanada dos Ministérios. A instalação poderá ser vista até sábado (16).

O aplicativo
pode ser uma ferramenta útil também para os parlamentares. Quando uma matéria importante vai ser votada no plenário, os cidadãos recebem alertas. Após registrar sua opinião para aquele determinado assunto, ela será enviada para os congressistas, que  são notificados por e-mail.

“Você coloca a sua opinião e o parlamentar receberá um relatório de quantos são contra ou a favor”, explica Mario Mello, fundador do Poder do Voto, instituição sem fins lucrativos criada em 2017.

Leia também: “Política não é muito da mulher, falta vocação”, diz presidente nacional do PSL

Mario Mello disse que as opiniões dos usuários são enviadas para os e-mails dos parlamentares. “O aplicativo tenta resolver três problemas: amnésia política, acompanhamento do parlamentar e responder à pergunta: ele representa ou não me representa?”.

Leia mais:  Beto Richa vira réu por corrupção passiva e organização criminosa

O objetivo, disse Mario Mello, é fortalecer a cidadania. “É um instrumento de participação e cobrança, e o binóculo representa esse marco: transparência e aproximação com a atividade parlamentar”.

O taxista Bastião Carlos de Oliveira, de 53 anos, disse que vota desde os 18 anos e acompanha os parlamentares em quem votou. “Eu acompanho a política. Tem que ser, quem não gosta da política sofre nas mãos dos políticos. Se eles desvirtuam daquilo que prometeram, eu caio fora. Não voto mais nele”, disse.

Leia também: #EuApoioLavaToga: Campanha no Twitter pede CPI para investigar Judiciário

Em entrevista à Folha de S. Paulo
em março de 2018, Mario Mello contou que resolveu criar o Poder do Voto
porque ficou fixado na ideia de que se o eleitor tivesse na mão uma ferramenta para acompanhar a atividade do parlamentar em quem votou, formar opinião própria sobre projetos que seu representante avalia e ainda medir a afinidade entre seu pensamento e as posturas do parlamentar, o Congresso seria melhor.

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Unicef: 32 crianças são assassinadas por dia no Brasil

Publicado

em

Em 2017, foram 11,8 mil mortes de crianças e adolescentes de 10 a 19 anos. Vítimas, em sua maioria, são meninos negros e pobres

Relatório sobre os direitos da criança apresentado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) nesta terça-feira (12/11/2019) mostra que, por dia, 32 crianças e adolescentes de 10 a 19 anos são assassinadas no Brasil.

Em 2017, foram 11,8 mil mortes. As vítimas, em sua maioria, são meninos negros, pobres, que vivem nas periferias e em áreas metropolitanas das grandes cidades desprovidas de serviços básicos de saúde, assistência social, educação, cultura e lazer.

De acordo com o relatório do Unicef, que reúne dados de 10 capitais brasileiras, 2,6 milhões de crianças vivem em áreas diretamente afetadas pela violência armada.

Nos últimos 10 anos, o número de homicídios entre adolescentes brancos vem caindo, enquanto o de negros apresenta crescimento. Somente em 2017, os negros representavam 82,9% dos 11,8 mil casos de assassinato entre crianças e adolescentes de 10 a 19 anos no país.

“Reverter esse quadro é urgente. É preciso investir nos territórios mais vulneráveis, com políticas públicas de qualidade, voltadas a cada criança e a cada adolescente, em especial os mais excluídos. Temos que oferecer a eles um ambiente seguro em que possam desenvolver plenamente o seu potencial”, afirmou Florence Bauer, representante do Unicef no Brasil.

Saúde e educação
O relatório do Unicef ainda mostra que, atualmente, há quase 2 milhões de crianças fora da escola. Grande parte delas vem de família de baixa renda.

Além disso, há também crianças que estão na escola, mas com alto índice de reprovação. Em 2018, 3,5 milhões de estudantes de colégios estaduais e municipais foram reprovados ou abandonaram os estudos.

Na área de saúde, o documento chama atenção para a má nutrição. Por um lado, a desnutrição crônica caiu maciçamente, com exceção das crianças indígenas, que registraram uma taxa média de 30% entre os menores de 5 anos, índice que chega a quase 80% entre os Ianomâmis. De outro lado, o Unicef aponta que uma em cada três crianças brasileiras de 5 a 9 anos está com sobrepeso.


(*Metropoles)

Comentários do Facebook
Leia mais:  São Paulo tem feriado de sol e trecho interditado na linha 3-Vermelha do Metrô
Continue lendo
Economia2 horas atrás

Tudo sobre o DPVAT:  o que é, quem utiliza e porque Bolsonaro vai acabar com ele

arrow-options Edson Lopes Jr/A2AD Todos os proprietários de veículos do Brasil pagam o seguro DPVAT, extinto pelo presidente por Medida...

Economia2 horas atrás

Desconto no seguro-desemprego pode chegar a 8,14% com novo programa do governo

arrow-options Divulgação Programa Verde Amarelo visa aumentar a abertura de vagas para jovens de 18 a 29 anos O governo...

Economia2 horas atrás

Senado aprova saque do FGTS de R$ 998 e texto segue para sanção de Bolsonaro

arrow-options Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Texto que amplia saque precisa ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro O Senado aprovou, em...

Internacional5 horas atrás

Jeanine Áñez se autoproclama presidenta da Bolívia em sessão sem quórum

arrow-options Reprodução/Twitter Senadora Jeanine Añez assumiu a presidência da Bolívia em sessão legislativa sem quórum nesta terça-feira (12). A senadora...

Internacional5 horas atrás

‘Golpe foi articulado por extrema direita racista’, diz chanceler da Bolívia

arrow-options Reprodução José Kinn Franco falou sobre a situação da Bolívia na Câmara dos Deputados O embaixador da Bolívia, José...

Estadual7 horas atrás

Inscrições abertas para vaga de estagiário conciliador no 3º Juizado Especial Cível de Serra

Estudantes de graduação em Direito podem enviar o currículo até o dia 22 de novembro. O 3º Juizado Especial Cível...

Estadual7 horas atrás

Negada indenização a gestante que havia optado por cesariana mas teve parto normal

Em análise do ocorrido, o magistrado verificou que não foi anexado aos autos qualquer laudo que indicasse a recomendação para...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana