conecte-se conosco



Esportes

Aos 80 anos, morre o ex-atacante Batuta, ídolo do Flamengo

Publicado

em


Na noite de terça-feira (29), o ex-atacante Walter Machado da Silva, conhecido como “Batuta”, faleceu no Rio de Janeiro aos 80 anos. Ele estava internado do Hospital Pró-Cardíaco em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro. A causa da morte ainda não foi confirmada. Paulista de Ribeirão Preto, o avante começou no esporte no São Paulo na década de 1950. Passou por Batatais e Botafogo-SP até chegar ao Corinthians em 1961. Foi no Timão que ele se tornou um dos maiores nomes do futebol paulista, marcando 95 gols

O Corinthians prestou homenagem a Batuta no Twiiter e se solidarizou com os familiares e amigos do ex-jogador. 

Outro ídolo do Flamengo, Zico, que vive atualmente no Japão, publicou um vídeo em que relembra sua convivência com Batuta, desde que começou a jogar no clube carioca. 

Após o sucesso retumbante de Batuta em quatro temporadas no Timã, o atacante foi contratado pelo Flamengo. E foi no clube carioca que virou ídolo. A relação foi tão intensa que ele se apaixonou pelo Rubro-Negro.  Ele teve duas passagens pelo Rubro-Negro carioca: a primeira entre 1965 e 1966, e depois retornou ao clube no período entre 1968 e 1969. Ao todo, Batuta marcou 70 gols em 132 partidas, e se sagrou campeão do estadual de 1965. Quando defendia o Flamengo, o atacante foi convocado para a seleção brasileira para a Copa do Mundo de 1966, na Inglaterra. Foram seis jogos e dois gols com a camiseta verde e amarela. Na derrota para Portugal por 3 a 1, que eliminou o Brasil em 1966, ele atuou ao lado de Pelé e Jairzinho. “Batuta” também defendeu Vasco, Racing (Argentina), Barcelona (Espanha), Santos, Botafogo, Rio Negro (Amazonas), Júnior Barranquilla (Colômbia) e Tiquire Flores (Venezuela). Ele encerrou a carreira profissional aos 35 anos, em 1975.

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários do Facebook

Esportes

Sob olhares de Pia, Inter iguala maior goleada do Brasileiro Feminino

Publicado

em


Garantido nas quartas de final desde sábado (10), beneficiado pelo empate do Grêmio com o São José, o Internacional não teve dificuldades para fazer 9 a 0 no Audax neste domingo (11), em Porto Alegre, pela 14ª rodada da Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. O placar se iguala à goleada mais elástica da edição 2020 do torneio, aplicada pelo Avaí/Kindermann há um mês, também sobre o Audax.

O jogo no Sesc Campestre foi acompanhado pela técnica da seleção feminina, Pia Sundhage, além da auxiliar Bia Vaz e da coordenadora de Seleções da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Duda Luizelli, que foi gerente da modalidade no Inter. Irmã de Duda, a volante Gabi Luizelli (foto) fez um dos gols do massacre colorado.

Também balançaram as redes a zagueira Isa Haas, a meia Júlia e as atacantes Byanca Brasil, Jheniffer (duas vezes) e Layssa (duas vezes). A meia Mafê, do Audax, marcou um contra. Antes mesmo do intervalo, as gaúchas venciam por 5 a 0. A vitória levou o Inter a 30 pontos, na terceira posição. As paulistas seguem com sete pontos, já rebaixadas, na 14ª posição.

Iranduba rebaixado

Um dos clubes com trabalho mais longevo no futebol feminino brasileiro, o Iranduba teve a queda à Série A2 (segunda divisão) decretada com a derrota para o Avaí/Kindermann, em Caçador (SC), por 3 a 0. O Hulk da Amazônia, com 10 pontos, encabeça o Z-4, na 13ª posição, e não pode mais alcançar o Minas Brasília, primeiro time fora da zona de rebaixamento, que soma 14 pontos.

A missão das amazonenses ficou mais difícil logo aos 12 minutos, quando a atacante Duda abriu o placar, de pênalti. Nos acréscimos, outra penalidade para o Avaí/Kindermann, desta vez convertida pela lateral Bruna Calderan. A atacante Lelê, no fim da partida, definiu o marcador, que assegurou a classificação das catarinenses às quartas de final. O time da casa foi a 27 pontos, em quarto lugar.

O Iranduba vive uma temporada de grave crise financeira, acentuada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). O clube afirma que a patrocinadora master, a empresa britânica Vegan Nation, não cumpriu o contrato firmado em 2018, que previa o pagamento em moedas virtuais. A previsão era que elas entrassem no mercado em 2019, para serem trocadas por dinheiro – o que não aconteceu.

O caso está Justiça. Durante a paralisação do Brasileiro, quase todo o elenco deixou o Hulk, que chegou a iniciar uma campanha online de financiamento coletivo. Com apenas quatro atletas depois da paralisação, o clube recorreu ao principal rival, o 3B da Amazônia, que disputa a Série A2 e cedeu as jogadoras para compor a equipe.

Verdão se garante

No Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP), o Palmeiras venceu o Flamengo por 1 a 0 e também garantiu a classificação antecipada à próxima fase do Brasileiro. A atacante Bianca, aos oito minutos do segundo tempo, decretou a vitória que levou a equipe alviverde aos mesmos 27 pontos do Avaí/Kindermann, que fica à frente pelo saldo de gols (28 a 13). O Verdão ocupa o quinto lugar.

As rubro-negras seguem em nono, com 21 pontos, a dois do Grêmio, último time no G-8. Com a derrota flamenguista, o Cruzeiro (décimo, com 20 pontos) voltou à disputa por vaga no mata-mata. O resultado também assegurou vagas às quartas de final de Ferroviária e São Paulo, que se enfrentam ainda neste domingo, às 19h (horário de Brasília).

Duelos de extremos

Na partida entre o líder e o lanterna do Brasileiro, o Corinthians fez jus ao favoritismo e atropelou a Ponte Preta, em Campinas (SP), por 7 a 0. A volante Grazi marcou três vezes e foi o destaque da partida, a 160ª dela com a camisa alvinegra. As atacantes Gabi Portilho (duas vezes) e Gabi Nunes e a lateral Paulinha também balançaram as redes. O Timão, que poupou quase todas as titulares, foi a 39 pontos. Já rebaixada, a Macaca permanece zerada.

Já no Estádio Ulrico Mursa, o Santos, vice-líder, recebeu o Vitória, penúltimo colocado, e levou a melhor. A lateral Fran Bonfanti, aproveitando rebote da goleira Renata, definiu o triunfo santista por 1 a 0. As Sereias da Vila, que também atuaram com um time repleto de reservas, foram a 33 pontos e não perdem mais o segundo lugar. As rubro-negras permanecem sem pontos ganhos e já tiveram a queda decretada para a Série A2.

Confira a classificação da Série A1 do Brasileiro Feminino.

Edição: Juliana Andrade

Comentários do Facebook
Continue lendo
Política1 hora atrás

Senador Eduardo Braga é diagnosticado com Covid-19

Marcelo Camargo / Agência Brasil Senador Eduardo Braga O senador Eduardo Braga (MDB-AM) informou, neste domingo (11), em suas redes...

Esportes2 horas atrás

Sob olhares de Pia, Inter iguala maior goleada do Brasileiro Feminino

Garantido nas quartas de final desde sábado (10), beneficiado pelo empate do Grêmio com o São José, o Internacional não...

Economia2 horas atrás

Dia das crianças deve provocar alta mensal de 15% nas vendas de shoppings

Reprodução Shopping Recife O dia das crianças é a segunda data mais importante do comércio no Brasil, depois do natal...

Internacional2 horas atrás

Adolescente pode se tornar o “santo padroeiro da internet” por milagre no Brasil

Gregorio Borgia/Divulgação Uma imagem de Carlo Acutis, de 15 anos, vista durante sua cerimônia de beatificação em Assis, Itália, sábado,...

Esportes2 horas atrás

Cruzeiro demite Ney Franco após novo tropeço pela Série B

O Cruzeiro anunciou a demissão de Ney Franco. O técnico foi dispensado minutos após o empate sem gols deste domingo (11),...

Saúde2 horas atrás

Covid-19: Brasil registra 290 óbitos nas últimas 24 horas

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (11) os números da covid-19 no Brasil. Desde o início da pandemia até...

Esportes2 horas atrás

Fluminense vence Bahia e volta a lutar por vaga no G4

  O placar foi magro e a partida ficou longe de ser emocionante, mas para o Fluminense valeu a vitória....

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!