conecte-se conosco



Saúde

Anvisa decide simplificar acesso a medicamentos de canabidiol

Publicado

em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) simplificou a importação de medicamentos à base canabidiol. Em decisão tomada hoje (22) por sua diretoria, a agência reguladora reduziu a documentação necessária para requerer a importação do medicamento. Agora, basta a apresentação da prescrição médica do produto.

A reunião desta quarta-feira fez a revisão de uma norma de 2015, que define os critérios e procedimentos para a importação, em caráter excepcional, de produto à base de canabidiol. A norma define critérios de importação desse tipo de medicamento apenas para pessoa física. Os pedidos continuarão sendo feitos pelo portal de serviços do governo federal.

Outra mudança é a validade da prescrição junto com o cadastro, que passará a ser de dois anos. Com isso, a Anvisa espera uma redução no tempo de análise e liberação dos pedidos. A revisão definiu que a importação pode ser feita pelo responsável legal do paciente ou por seu procurador legalmente constituído.

canabidiol

Remédios a base de canabidiol – Divulgação/Anvisa

O prazo que a Anvisa leva para analisar os pedidos é de 75 dias. A agência, no entanto, pretende reduzir esse prazo, mas não especifica de quanto seria essa redução. A Anvisa reconhece que 75 dias de espera por uma análise é prejudicial ao paciente, dificulta o acesso a terapias prescritas e pode gerar danos irreparáveis à saúde.

Desde a Resolução de 2015, a Anvisa registrou aumento de 700% no número de pedidos para importação desses medicamentos. A média mensal saltou de 328 pedidos por mês em 2018 para mais de 900 em 2019. Medicamentos com base em canabidiol são usados para tratamento de doenças raras, graves ou que podem levar à morte.

Edição: Fábio Massalli
Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook

Saúde

Hospital Badim fecha 14 acordos de indenizações no Rio

Publicado

em

Passados cinco meses da tragédia no Hospital Badim, na Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro, a direção da instituição fechou 14 acordos de indenização com familiares das vítimas. O local sofreu um incêndio no dia 12 de setembro, provocado por um curto-circuito em um gerador no subsolo, deixando 25 mortos.

Segundo o hospital, no momento do incêndio havia cerca de 500 pessoas no prédio, entre funcionários, acompanhantes e pacientes, com 103 internados. Após a tragédia, 20 colaboradores também precisaram de internação. Do total de pessoas afetadas pelo incêndio, apenas uma parte pediu indenização, principalmente entre as famílias das vítimas fatais. O hospital não informa quantos ainda estão em negociação.

“Paralelamente aos acordos, o Hospital Badim procurou, desde o início do fato, apoiar às vítimas e seus familiares, respeitando e acolhendo suas necessidades. Passados cinco meses, o hospital mantém aberto os canais de suporte por meio do qual vêm atendendo as mais diversas demandas dos envolvidos”.

Em nota, o hospital informa que ainda há um paciente internado e que das 25 pessoas que morreram, 13 foram de causas relacionadas ao incêndio e sete de causas naturais. Os outros cinco casos tiveram avaliação inconclusiva.

Demissões

Com a redução do espaço físico do hospital, que funcionava em dois prédios e passou para um, houve demissões de funcionários pelo excesso de pessoal para a estrutura atual. A reportagem tentou contato com o Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Rio de Janeiro para saber o número de demitidos, mas não obteve retorno.

Segundo o hospital, foram feitos “todos os esforços para manter todo o seu quadro de pessoal”.

“No entanto, infelizmente, não temos mais condições de continuar com todos os colaboradores, o que lamentamos profundamente, por serem profissionais qualificados e comprometidos. Reiteramos que todos os esforços foram feitos para que boa parte deles fosse aproveitada na unidade 2 do Badim, reaberta em 14 de outubro. Porém, havia excesso de pessoal para o número de leitos”.

A Polícia Civil informa que as investigações para apurar as circunstâncias do incêndio seguem na 18ª Delegacia de Polícia (Praça da Bandeira).

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook
Continue lendo
Economia13 minutos atrás

Petroleiros decidem se suspendem a greve temporariamente nesta quinta

arrow-options Divulgação Petroleiros decidem nesta quinta (20) se suspendem greve temporariamente Os petroleiros podem decidir nesta quinta-feira (20) suspender a...

Entretenimento13 minutos atrás

Com terço e búzios, Pocah posa nua em ensaio sobre enredo da Grande Rio

O fotógrafo e maquiador Ygor Marques produziu um ensaio com a cantora Pocah, musa da Acadêmicos do Grande Rio ....

Entretenimento13 minutos atrás

Encontro de casais? Com marido, Paulo Gustavo posta foto com Angélica e Huck

Na noite desta quarta-feira (19), Paulo Gustavo e o marido, Thales Bretas, jantaram em belissima companhia. O humorista postou um...

Tecnologia13 minutos atrás

Spotify pode disponibilizar letras de músicas em tempo real

arrow-options shutterstock Spotify testa exibir letras de músicas Está em fase de testes uma ferramenta do Spotify que permite aos...

Estadual26 minutos atrás

Ufes recebe ‘Teias da Inovação MCTIC’ e debate ciência, inovação e tecnologia

Vitória recebe, no próximo dia 05 de março, o “Make Together: Integrando o Ecossistema Capixaba de Inovação”, do projeto “Teias...

Estadual26 minutos atrás

Representantes de Marechal Floriano se reúnem com Idaf para discutir adesão ao Susaf

Na manhã desta quarta-feira (19), a Gerência de Agroindústria de Pequeno Porte do Instituto de Defesa Agropecuário do Espírito Santo...

Estadual26 minutos atrás

Sesport divulga datas para assinatura de termo final para contemplados pelo Bolsa Atleta de 2020

A Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport) divulgou, nesta quarta-feira (19), o resultado final do Bolsa Atleta. Para finalizar a...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana