conecte-se conosco



Economia

Alunos conseguem redução de 50% da mensalidade devido pandemia

Publicado

em

 

 

 

Estudantes de medicina da Fundação Técnico Educacional Souza Marques, do Rio de Janeiro, conseguiram, na Justiça, a redução de 50% da mensalidade diante da suspensão das aulas presenciais devido a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) . A decisão liminar foi concedida esta semana pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro .

Após tentar negociar com a instituição de ensino, sem sucesso, e levar o caso para o Procon e para a Defensoria Pública do estado, os pais e responsáveis dos estudantes decidiram recorrer à Justiça para pedir a redução das mensalidades, uma vez que a qualidade das aulas, de acordo com eles, estava sendo impactada pela suspensão das atividades presenciais.

Faculdade Souza Marques
Reprodução

Faculdade Souza Marques

Ao todo, de acordo com o especialista em defesa do consumidor e representante dos casos, Leonardo Amarante , cerca de 40 alunos de cursos presenciais buscam redução imediata de 30% até 100% na mensalidade, de acordo com a situação de cada estudante.

A Justiça decidiu, em uma das ações, pela redução das mensalidades de dois estudantes, que estão no 5º e no 6º ano do curso. Na decisão, o juiz da 37ª Vara Cível , Sandro Pitassi diz que reconhece que a pandemia do novo coronavírus fez com que as instituições tivessem que migrar para a educação remota, mas ressalta que os estudantes em questão “encontram-se, respectivamente, nos 5º e 6º anos do curso de medicina, cuja grade curricular dos respectivos períodos apresenta acentuada carga horária de natureza prática, fato que inviabiliza a continuidade normal do aprendizado através da internet”.

Dessa forma, ele decide pela redução da mensalidade, que atualmente está em torno de R$ 10 mil, para a metade do valor. A redução é retroativa, sendo aplicada desde março, quando as aulas presenciais foram suspensas. O desconto deverá vigorar até a retomada das aulas.

O juiz estabelece multa de R$ 20 mil para cada cobrança indevida. A instituição fica impedida de inserir os nomes dos estudantes e responsáveis em cadastros restritivos, sob pena de multa diária de R$ 500, limitada ao patamar de R$ 60 mil.

Segundo Amarante , a decisão abre um importante precedente para aqueles que buscam a redução das mensalidades. “O precedente é importante. É uma liminar, é provisória, mas é um precedente importante porque está muito bem fundamentada. Apresenta fundamentos sólidos que serão muito difíceis de serem refutados”, diz. Ele pretende recorrer para que a redução para esses alunos que estão com as aulas suspensas por serem voltadas para a prática, seja de 100%.

“É muito injusto pagar por uma coisa e não estar recebendo nada. Nem uma satisfação da instituição de ensino. A minha impressão é que pagaria dois anos para ter um ano de serviço”, diz a mãe de uma das estudantes, a contadora Luciana Campos .

A Agência Brasil não conseguiu, até o fechamento da reportagem, contato com a instituição de ensino.

A redução das mensalidades em instituições privadas é uma demanda de estudantes e responsáveis dos vários níveis de ensino, desde a educação infantil, até o ensino superior. Na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro ( Alerj ) tramita um projeto que lei ( Projeto de Lei nº 2052/2020 ) que propõe a redução de até 30% do valor das mensalidades.

As instituições de ensino e as entidades representativas do setor privado têm argumentado que a situação em cada local e em cada instituição é diferente e que as negociações devem ser feitas de forma individualizada para atender melhor cada caso, de forma a conseguir manter os pagamentos dos professores e funcionários e atender as necessidades das famílias.


Fonte: IG

Comentários do Facebook

Economia

Itaú irá ressarcir 4,7 milhões de clientes por tarifas indevidas

Publicado

em

Entre as cobranças irregulares feitas pelo Itaú, estão tarifa de cadastro de clientes, de emissão de extrato impresso e de saque, de ordem de pagamento, de avaliação emergencial de crédito e de cadastro de operações de crédito consignado.

Após um acordo com o Banco Central nesta quinta-feira (4), o Itaú vai ressarcir 4,7 milhões de clientes por tarifas cobradas indevidamente de 2008 a 2018. A instituição terá de pagar R$ 18,1 milhões aos clientes. As informações são da revista Istoé.

Segundo o termo de compromisso, o valor total cobrado é de R$ 75,6 milhões, mas o banco afirmou já ter devolvido R$ 57,5 milhões aos clientes ao longo dos anos. O termo também determina que o banco desembolse R$ 29,6 milhões ao regulador em forma de contribuição pecuniária, o equivalente a uma multa, só que estabelecido em comum acordo.

O termo de compromisso é uma espécie de acordo entre o BC e a instituição financeira. Nele, o banco se compromete a corrigir irregularidades, indenizar prejuízos e pagar contribuição pecuniária.

Reprodução

Entre as cobranças irregulares feitas pelo Itaú, estão tarifa de cadastro de clientes, de emissão de extrato impresso e de saque, de ordem de pagamento, de avaliação emergencial de crédito e de cadastro de operações de crédito consignado.

Em nota enviada à Folha, a instituição financeira afirmou que a cobrança irregular de tarifas foi “ocasionada por problemas operacionais e sistêmicos”.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional14 minutos atrás

Empresário cotado para cargo no governo diz que números da Covid são manipulados

reprodução Nota do Conselho Nacional de Secretários de Saúde repudiou declarações do empresário O Conselho Nacional de Secretários de Saúde...

Mulher24 minutos atrás

Recém-casados são aplaudidos em protesto contra o racismo nos EUA

Lara Sanders e Samuel Mekonnen estavam fazendo as fotos do casamento nas ruas de Los Angeles, Estados Unidos, quando decidiram...

Entretenimento26 minutos atrás

De biquíni, Rafa Kalimann aproveita dia de sol com as primas e exibe corpo saradíssimo: “Sem condições!”

  Ex-BBB encantou os seguidores com novo vídeo Rafa Kalimann deixou os seguidores completamente encantados depois de postar um vídeo...

Nacional30 minutos atrás

Flanelinha dá soco em mulher que não deu dinheiro por cuidar de motocicleta

  Ele disse que era dono das vagas de estacionamento no Centro de Cuiabá Um homem de 30 anos foi...

Saúde34 minutos atrás

São Paulo prorroga vacinação contra gripe até 30 de junho

. A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe até 30...

São Mateus38 minutos atrás

Baile funk é fechado em São Mateus e policiais são agredidos

Denuncia de moradores levou policiais militares a interditarem um baile funk que estava sendo realizado na madrugada deste sábado na...

Entretenimento51 minutos atrás

Geisy Arruda faz aniversário “sozinha” e bolo tem forma de seu bumbum; fotos

A influencer teve que mudar os planos de viajar para Portugal por causa da pandemia. Ela acabou comemorando a data...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!