conecte-se conosco


Direto de Brasília

‘Agente duplo’ do Bope: PM fez ‘leilão’ de armas e drogas para traficantes

Publicado

em

source
Drogas arrow-options
Reprodução
Escutas mostraram que PM entrava em contato com diversos chefes de facções para conseguir o ‘melhor preço’ pelos produtos

No dia 20 de março de 2015, policiais militares do Bope apreenderam um fuzil, munição e drogas no Complexo da Serrinha, em Madureira, na Zona Norte do Rio. Um  PM da chamada Tropa de Elite da corporação “leiloou” parte do material encontrado na ação, que foi oferecido para traficantes da própria comunidade e também para milicianos.

Leia também: “Não se combate o crime cometendo crime”, diz Gilmar Mendes sobre a Lava Jato

Uma conversa entre o PM e um criminoso identificado como Coelhão consta em uma investigação da Corregedoria da Polícia Militar. As mensagens foram interceptadas pela Polícia Federal com autorização da Justiça entre 2014 e 2015 e encaminhadas para a corregedoria, que apura a relação entre os criminosos e PMs.

O diálogo entre o traficante e o policial ocorreu no dia 21 de março. Na conversa, travada pelo aplicativo BlackBerry Message , o PM oferece um fuzil AK 47, munição e carregadores. Quando o criminoso pergunta o valor do material, o policial faz uma espécie de leilão : “O pó (cocaína) e o AK (fuzil) ele está vendo porque o maluco da milícia lá em Campo Grande quer pagar R$ 45 (mil) na mão e o pó tem um cara lá querendo pagar porque eles estão falando que é puro”, afirma.

O PM ainda afirma a Coelhão que a equipe responsável pela apreensão que estava vendendo não tinha sido a sua, por isso ele tentava negociar que o material fosse vendido aos traficantes da Serrinha. “Mas o zero um me jurou que amanhã vai resolver. Porque agora eles estão indo para o Complexo (do Alemão), mas amanhã vou na direção dele e vou resolver isso sem falta para vocês”, afirmou o PM.

Leia mais:  Motorista é morto a tiros durante briga de trânsito na Zona Oeste do Rio

Coelhão é um dos braços direitos do chefe do tráfico na Serrinha, Walace de Brito Trindade, o Lacoste. O telefone grampeado pela Polícia Federal com autorização da Justiça era o de Lacoste. Em determinado período, o aparelho passou a ser usado por Coelhão.

Quatro dias depois do diálogo com Coelhão, o policial oferece a um traficante do Complexo da Pedreira, em Costa Barros, um policial que havia sido apreendido no Complexo do Chapadão, dominada por uma facção rival. Atualmente, os criminosos dos dois conjuntos de favelas estão em guerra. O PM afirma ao criminoso, identificado como Gordão, por R$ 45 mil. “Está puxado”, responde o bandido, que achou a arma cara.

O policial militar do Bope que aparece em contato com os criminosos ainda não foi identificado pela corregedoria.

As investigações revelaram que além de negociar armas e drogas com os bandidos, o policial também avisava aos criminosos da Serrinha sobre operações policiais nas favelas da facção da qual faziam parte. “Meu rei, tem contato com o mano lá na Vila (Aliança)? Dá o papo nele que o marimbondo vai lá amanhã cedo, mas manda ele mandar um presente pra equipe pelo toque”. “O mano” citado pelo policial era Rafael Alves, o Peixe, então chefe do tráfico da Vila Aliança.

Leia também: Nobel da Paz será anunciado nesta sexta (11); Lula e Papa estão entre cotados

Outro policial do Bope é alvo da mesma investigação da corregedoria por ligação com o tráfico de drogas. Como divulgado nessa segunda-feira pelo Extra, o PM sugeriu a Lacoste a forjar um assalto para executar um oficial do 9º BPM (Rocha Miranda) que chefiava, na ocasião, uma ocupação policial na Serrinha. O policial, que dava detalhes da rotina do Bope para o traficante e o alertava previamente sobre operações da unidade.

Leia mais:  Deputado do PSL é denunciado por chamar PT de “partido de traficantes”

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Dono de mansão de R$ 40 milhões, traficante ‘Sheik’ é preso em Campinas (SP)

Publicado

em

source
Joseph Nour Eddine Nasrallah arrow-options
Polícia Civil
Joseph Nour Eddine Nasrallah, o Sheik

O traficante libanês Joseph Nour Eddine Nasrallah, o único estrangeiro na lista do Ministério da Justiça como um dos mais procurados do Brasil, foi preso nesta sexta-feira (18) em Campinas, no interior de São Paulo. “Sheik”, como ficou conhecido após a construção de uma mansão de R$ 40 mi em Valinhos (SP), estava foragido desde 2017 por lavagem de dinheiro, sequestro, associação criminosa e comércio internacional de drogas.

LEIA MAIS: Bandidos invadem Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro

Durante uma investigação sobre tráfico de drogas e porte de armas na comunidade de Paraisópolis (SP), a polícia obteve a informação de que havia uma negociação para abastecimento de cocaína na região. O setor de inteligência, então, identificou Sheik como provável líder da negociação.

O traficante foi preso em um hotel de luxo, à beira da Rodovia Anhanguera – na região de Campinas – onde vinha se escondendo da polícia. Ao descobrirem a localização do traficante, policiais civis da delegacia do Morumbi (SP) se hospedaram na mesma instalação. De acordo com os investigadores, Sheik foi abordado no lobby e não resistiu à prisão. A polícia ainda informa que, por conta do ataque em Viracopos e o reforço da presença de autoridades federais na região, o traficante já se preparava para deixar o hotel.

LEIA MAIS: Última vítima do desabamento em Fortaleza é encontrada; foram 9 mortes

Sheik já esteve atrás das grades entre 2007 e 2013, por exportação de cocaína em navios cargueiros para Portugal, Espanha, Reino Unido, Alemanha, Suíça e países do Oriente Médio. Ainda em 2013, conseguiu um habeas corpus do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, e foi liberado. Três anos depois, retornou à cadeia por sentença confirmada em segunda instância.

Leia mais:  Catedral de Campinas fará missa pelas vítimas de ataque; cidade decreta luto

LEIA MAIS: PM abre investigação sobre disparo após assalto em Viracopos

Marco Aurélio interveio, ordenando que Sheik fosse solto novamente pois “a decisão não havia sido julgada”. Mesmo após a anulação da liminar do ministro, Sheik fugiu dos radares das autoridades até 2019

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Economia53 minutos atrás

Norte e Nordeste ficam fora do ranking dos 10 estados mais competitivos do País

arrow-options Governo do Estado de São Paulo/Divulgação Norte e Nordeste ficaram de fora do ranking dos 10 estados mais competitivos...

Economia53 minutos atrás

Em promoção, Guanabara vende cerveja suficiente para saciar três Maracanãs

arrow-options Agência O Globo Tumulto na entrada no Guanabara no início da promoção de aniversário da varejista carioca Brigadeiro e...

Mundo53 minutos atrás

Dois tigres lutam em disputa feroz por fêmea; assista ao vídeo

arrow-options Reprodução/Twitter Vídeo registra momento em que dois tigres entram em briga feroz para ver qual deles conseguiria acasalar com...

Mundo53 minutos atrás

Mãe mata filha asfixiada para se vingar do ex e esconde corpo em porta-malas

arrow-options Reprodução/Mirror Corpo da criança foi guardado no porta-malas do mesmo carro em que a mãe tentou suicídio. Com o...

Mulher54 minutos atrás

Saiba quais erros não cometer na primeira conversa em apps de relacionamento

Muitas pessoas optam pelo uso de aplicativos de relacionamento para encontrar um par. Apesar de ser fácil, é preciso ter...

Saúde2 horas atrás

11 sintomas do HIV que você precisa conhecer

E se eu lhe disser que os primeiros sintomas do HIV se parecem mais com um resfriado comum do que qualquer outra...

Entretenimento3 horas atrás

Sem Graciele, Zezé Di Camargo reencontra Zilu Godoy

Zezé Di Camargo e Zilu Godoy colocaram, mais uma vez, as diferenças de lado pela família. Em pé de guerra...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana