conecte-se conosco



Internacional

Afeganistão: instituições denunciam violação dos direito das mulheres

Publicado

em


Os talibãs estão cometendo graves violações dos direitos humanos contra as mulheres e jovens em Herat, no oeste do Afeganistão, denunciaram hoje (23) a Human Rights Watch (HRW) e a Universidade Estadual de San José (SJSU, a sigla em inglês).

Segundo a HRW e o Instituto de Direitos Humanos da SJSU, desde que assumiram o controlo da cidade, em 12 de agosto de 2021, os talibãs em Herat negam às mulheres a liberdade de movimento fora de suas casas, impõe códigos de vestuário obrigatórios, restringem severamente o acesso ao emprego e à educaçã, além do direito à reunião pacífica.

As mulheres de Herat disseram às duas organizações que as suas vidas foram completamente destruídas no dia em que os talibãs assumiram o controle da cidade.

Essas mulheres trabalhavam fora de casa ou eram estudantes, desempenhavam funções ativas e frequentemente de liderança em suas comunidades.

Elas afirmaram que estão enfrentando problemas econômicos devido à perda de rendimento e à incapacidade de trabalhar.

As mulheres em Herat foram das primeiras a organizar protestos em defesa dos seus direitos, depois de os talibãs assumirem o controle de Cabul e de grande parte do país.

Poucos dias após a tomada de Herat pelos talibãs, um grupo de mulheres pediu para se reunir com os líderes locais a fim de discutirem seus direitos e, vários dias depois, puderam encontrar-se com um representante do grupo islâmico.

No entanto, o representante do novo governo foi inflexível e disse às mulheres para parassem de insistir na questão dos direitos e que, se apoiassem o grupo no poder, seriam recompensadas com anistia total pelas atividades anteriores, talvez até conseguissem cargos no governo.

Após as manifestações em Herat, os talibãs proibiram protestos que não tinham aprovação prévia do Ministério da Justiça em Cabul. Determinaram que os organizadores incluíssem informações sobre o propósito de quaisquer protestos e as frases a serem usadas em quaisquer solicitações ao ministério.

As mulheres entrevistadas pela HRW e pela SJSU manifestaram preocupação especial com o fato de os talibãs imporem novamente a política de exigir que tenham como companhia um `mahram` [familiar masculino] sempre que saírem de casa, como os talibãs fizeram quando estiveram no poder anteriormente, entre 1996 e 2001.

Essa exigência afastou as mulheres da vida pública, isolou-as da educação, do emprego e da vida social, e dificultou a obtenção de cuidados de saúde, tornando-as completamente dependentes de membros da família do sexo masculino e impedindo-as de escapar caso sofressem abusos em casa.

Zabiullah Mujahid, porta-voz dos talibãs, disse, em entrevista em Cabul no último dia 7, que estar acompanhado por um `mahram` só seria necessário para viagens de mais de três dias, não para atividades diárias, como ir ao trabalho, escola, compras, consultas médicas e outras necessidades.

No entanto, as autoridades talibãs em Herat não têm sido consistentes na execução dessa política.

A Human Rights Watch e o Instituto de Direitos Humanos SJSU fizeram entrevistas detalhadas por telefone com sete mulheres em Herat, incluindo ativistas, educadoras e estudantes universitárias sobre as suas experiências desde que os talibãs assumiram o controle da cidade. Todas elas falaram sob condição de anonimato, temendo pela sua segurança.

Os talibãs voltaram ao poder em praticamente todo o Afeganistão em agosto, quando tomaram a capital, Cabul.

Comente Abaixo
Internacional4 minutos atrás

Pais de autor de massacre em escola de Michigan são presos

Reprodução Pais de Ethan Crumbley Os pais de Ethan Crumbley, o jovem de 15 anos indiciado por terrorismo, assassinato e...

Internacional59 minutos atrás

Pais de suspeito de tiroteio em escola de Michigan negam acusações

Uma juíza de Michigan estabeleceu fiança de US$ 500 mil para cada um dos pais de um adolescente acusado de assassinar quatro...

Entretenimento59 minutos atrás

Gio Ewbank e Bruno Gagliasso se hospedam em resort com diárias de R$27,5 mil

Instagram Gio Ewbank e Bruno Gagliasso se hospedam em resort com diárias de R$27,5 mil Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso...

Nacional59 minutos atrás

Bolsonaro faz passeio de moto em Brasília, visita feira e abraça moradores

Reprodução/Twitter Presidente Jair Bolsonaro na motociata O presidente Jair Bolsonaro (PL) fez um passeio de moto, neste sábado (4), e...

Nacional1 hora atrás

Dentista é presa em flagrante após balear marido no interior de SP

Reprodução Tentativa de homicídio na Praia Grande (SP) Uma mulher de 41 anos foi presa em flagrante por balear o...

Internacional1 hora atrás

Biden e Putin farão reunião sobre tensões na Ucrânia

David Lienemann / Official White House / Divulgação Biden e Putin farão reunião sobre tensões na Ucrânia A Casa Branca...

Saúde1 hora atrás

Brasileiros devem redobrar cuidados no verão contra câncer de pele

A campanha deste ano do Dezembro Laranja, promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), quer aliar os cuidados com a...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!