conecte-se conosco



Nacional

Aeroportos brasileiros passam a transmitir alerta da Anvisa sobre coronavírus

Publicado

em

source

Agência Brasil

aeroporto arrow-options
Reprodução

Mensagem com cerca de 1 minuto traz orientações para passageiros que possam ter circulado na China

Os aeroportos brasileiros começaram a divulgar a partir desta sexta-feira (24) um alerta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre o coronavírus. No alerta, uma mensagem de áudio de aproximadamente 1 minuto, a Anvisa orienta os passageiros que chegaram da China e estão com sintomas como febre e tosse a procurar uma unidade de saúde. Também são dadas orientações para evitar a transmissão de doenças.

Leia mais: China fecha parte da Muralha e da Cidade Proibida devido ao coronavírus

A E mpresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária ( Infraero ) confirmou que todos os aeroportos administrados por ela veicularão a mensagem. Segundo a Anvisa, os aeroportos concedidos à iniciativa privada também receberam o alerta sonoro e devem veiculá-lo. A agência se reuniu especificamente com representantes do aeroporto de Guarulhos, por tratar-se de um local com fluxo intenso de voos internacionais.

Nessa reunião, a Anvisa informou profissionais de empresas aéreas e de outros setores do aeroporto sobre a atual situação do coronavírus e sobre a definição do governo brasileiro, alinhada às orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) do que pode ser considerado um caso suspeito. Além disso, a agência abordou a intensificação nos procedimentos de limpeza e desinfecção dos terminais.

O coronavírus matou 26 pessoas na China e a doença chegou a outros países, como Japão , Tailândia e Coreia do Sul. Não há registros de que a doença tenha chegado ao Brasil. A fonte do vírus ainda é desconhecida, sendo possivelmente de uma reserva animal, e a extensão da transmissão entre humanos ainda não é clara.

Leia também: Ministério da Saúde garante que coronavírus não chegou ao Brasil

“A Anvisa informa: se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar dentro de um período de 14 dias após a viagem para a China, você deve procurar uma unidade de saúde mais próxima e informar a respeito da viagem. Se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar tome medidas simples, que podem evitar a transmissão de doenças: lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, use álcool em gel. Cubra o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar. Descarte o lenço no lixo e lave as mãos. Evite aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados. Não compartilhe objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas. Procure o serviço de saúde mais próximo”.

Comentários do Facebook

Nacional

Lockdown não era possível no contexto de São Paulo, diz Patrícia Ellen

Publicado

em


source
Patrícia Elllen
Reprodução/TV Cultura

Patrícia Ellen diz que lockdown não era possível no início da pandemia

A secretária de desenvolvimento econômico do estado de São Paulo, Patrícia Ellen, avaliou nesta segunda-feira (10) que um decreto de lockdown no início da pandemia não estaria dentro das possibilidades do estado de São Paulo. Em entrevista ao programa Roda Viva, Patrícia afirmou que o estado “tomou a melhor decisão com base nos dados que tivemos no momento”.

Questionada sobre a diferença no número de mortes entre o estado de São Paulo e países com número semelhante de habitantes, como a Argentina – que registrou pouco mais de 4 mil óbitos até o momento – Patrícia frisou peculiaridades estruturais do Brasil. “Desses países que fizeram um lockdown, qual deles tinha a condição de desigualdade que temos aqui?”, disse a secretária.

“Eu gostaria muito que a questão estrutural que temos aqui fosse diferente, mas não era”, afirmou, destacando questões como a habitação inadequada e falta de acesso à água em milhares de lares no País. Patrícia ainda criticou a resposta do presidente Jair Bolsonaro á pandemia, afirmando que “outros países tiveram uma coordenação nacional para enfrentar a pandemia”.

Ainda sobre a postura do governo federal, Patrícia reforçou que “um líder deve dar exemplo. É muito difícil quando os governadores orientam o uso de máscaras e distanciamento social se a liderança nacional não faz isso. As pessoas ficam confusas”, finalizou a secretária.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Política9 minutos atrás

Temer ganha autorização da Justiça para liderar missão no Líbano

Palácio do Planalto Temer foi convidado por Jair Bolsonaro para liderar a missão A Justiça Federal autorizou nesta segunda-feira (11)...

Política9 minutos atrás

Bolsonaro nomeia integrantes de delegação brasileira que vai a Beirute

Agência Brasil Presidente Jair Bolsonaro escolheu integrantes de comissão que irá para Beirut O  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nomeou...

Tecnologia10 minutos atrás

Amazon Prime Video: veja os títulos que chegam em breve à plataforma

Unsplash/Glenn Carstens-Peters Confira o catálogo do Amazon Prime Video Plataformas de streaming estão sempre atualizando seus catálogos com novos filmes,...

Mulher10 minutos atrás

Horóscopo do dia: previsões para 11 de agosto de 2020

Marcelo Dalla O horóscopo do dia apresenta a previsão para o seu signo e ascendente ÁRIES Marte e Plutão pedem...

Mulher10 minutos atrás

Roupas antivirais: Funcionam mesmo?

Há alguns meses o mercado da moda achou a brecha ideal para lucrar com a pandemia, lançando roupas com tecidos...

Mulher10 minutos atrás

“Meu marido mandou eu fazer um aborto, eu fiz e ele tinha engravidado a ex”

    Há quatro anos, Marcela*, 36, estava cheia de planos ao lado do marido, Maurício*, até que descobriu a traição...

Nacional26 minutos atrás

Lockdown não era possível no contexto de São Paulo, diz Patrícia Ellen

Reprodução/TV Cultura Patrícia Ellen diz que lockdown não era possível no início da pandemia A secretária de desenvolvimento econômico do...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!