conecte-se conosco



Nacional

Aeroportos brasileiros passam a transmitir alerta da Anvisa sobre coronavírus

Publicado

em

source

Agência Brasil

aeroporto arrow-options
Reprodução

Mensagem com cerca de 1 minuto traz orientações para passageiros que possam ter circulado na China

Os aeroportos brasileiros começaram a divulgar a partir desta sexta-feira (24) um alerta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre o coronavírus. No alerta, uma mensagem de áudio de aproximadamente 1 minuto, a Anvisa orienta os passageiros que chegaram da China e estão com sintomas como febre e tosse a procurar uma unidade de saúde. Também são dadas orientações para evitar a transmissão de doenças.

Leia mais: China fecha parte da Muralha e da Cidade Proibida devido ao coronavírus

A E mpresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária ( Infraero ) confirmou que todos os aeroportos administrados por ela veicularão a mensagem. Segundo a Anvisa, os aeroportos concedidos à iniciativa privada também receberam o alerta sonoro e devem veiculá-lo. A agência se reuniu especificamente com representantes do aeroporto de Guarulhos, por tratar-se de um local com fluxo intenso de voos internacionais.

Nessa reunião, a Anvisa informou profissionais de empresas aéreas e de outros setores do aeroporto sobre a atual situação do coronavírus e sobre a definição do governo brasileiro, alinhada às orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) do que pode ser considerado um caso suspeito. Além disso, a agência abordou a intensificação nos procedimentos de limpeza e desinfecção dos terminais.

O coronavírus matou 26 pessoas na China e a doença chegou a outros países, como Japão , Tailândia e Coreia do Sul. Não há registros de que a doença tenha chegado ao Brasil. A fonte do vírus ainda é desconhecida, sendo possivelmente de uma reserva animal, e a extensão da transmissão entre humanos ainda não é clara.

Leia também: Ministério da Saúde garante que coronavírus não chegou ao Brasil

“A Anvisa informa: se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar dentro de um período de 14 dias após a viagem para a China, você deve procurar uma unidade de saúde mais próxima e informar a respeito da viagem. Se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar tome medidas simples, que podem evitar a transmissão de doenças: lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, use álcool em gel. Cubra o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar. Descarte o lenço no lixo e lave as mãos. Evite aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados. Não compartilhe objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas. Procure o serviço de saúde mais próximo”.

Comentários do Facebook

Nacional

Clarão sobre o Sul do Brasil foi causado por fenômeno usual; assista

Publicado

em


source

Agência Brasil

1
Reprodução

Evento astronômico iluminou a noite em Caxias do Sul


Um  meteoro super luminoso penetrou a atmosfera terrestre  e cruzou o céu sobre os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina na madrugada desta quinta-feira (1º).

Considerado usual por astrônomos profissionais, o fenômeno foi registrado por câmeras amadoras e divulgado pela Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon), uma organização mantida por voluntários e colaboradores interessados no estudo dos astros e fenômenos celestes. As imagens captam o exato momento em que, por alguns segundos, a luz produzida pelo superbólido parece transformar a noite em dia .


De acordo com o astrônomo Marcelo De Cicco, o brilho intenso que costuma caracterizar os superbólidos é um fenômeno complexo, relacionado principalmente à velocidade com que os meteoroides rompem a atmosfer a. Pesquisador do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), ligado ao Observatório Nacional e coordenador da Rede Exoss de Monitoramento de Meteoros, De Cicco trata o episódio como algo frequente.


“Todos os anos, entram na atmosfera terrestre cerca de 30 toneladas do que chamamos de meteoroides , que são pequenos pedaços de rochas capazes de gerar bólidos como este. A maior parte das vezes isto ocorre sobre o mar, já que a maior parte do globo é coberta por oceanos. Por isto, não temos mais registros de casos como este”, disse o astrônomo à Agência Brasil.

“Em outubro de 2015, um superbólido extremamente brilhante cruzou a região oceânica do Rio de Janeiro, acordando muita gente no meio da madrugada . Foi um evento ainda mais intenso, mais crítico, mas sem a mesma repercussão, pois ainda não havia tantas câmeras captando imagens como as registradas ontem”, acrescentou De Cicco.

“Os superbólidos realmente brilham muito. Quando as pessoas veem imagens como estas, pensam que elas devem ter sido causadas por algo muito grande, do tamanho de um caminhão, mas não é. Em média, podemos dizer que são fragmentos de cerca de 100 quilos, no máximo 200 quilos, e que vão se fragmentando até quase se pulverizarem à medida que, na queda, enfrentam maior resistência da atmosfera”, acrescentou De Cicco, comentando que, até o início da tarde, os órgãos oficiais, como o Observatório Nacional, não tinham recebido relatos de que algum fragmento tenha atingido o solo.

“Como sempre, os caçadores de meteorito  devem já estar atentos à corrida à caça ao tesouro”, comentou o astrônomo, se referindo aos grupos, de várias nacionalidades, que, no fim de agosto, acorreram ao sertão pernambucano à procura de resquícios minerais do material que caiu sobre a cidade de Santa Filomena (PE).

“Esperamos que isto não ocorra de novo. A gente recomenda que, caso alguém tenha visto ou encontre algum pedaço, entre em contato com uma universidade pública, federal ou estadual, para que o pessoal destas instituições possa acionar as autoridades devidas “, finalizou De Cicco.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Saúde18 minutos atrás

Ministério da Saúde atualiza informações sobre covid-19 no Brasil

Neste momento, representantes do Ministério da Saúde participam de entrevista online para a atualização do cenário epidemiológico da covid-19 e...

Internacional18 minutos atrás

Mãe volta a casa em chamas para tentar salvar filho autista de incêndio

    Reprodução/CBS Feda Almaliti e Muhammed, que era autista. A ativista Feda Almaliti, 43, e o filho Muhammed, 15,...

Policial18 minutos atrás

PCES prende suspeito de roubo a uma fábrica de joias de ouro em Vitória

A equipe do 2º Distrito Policial de Jucutuquara, em conjunto com policiais civis da 1ª Delegacia Regional de Vitória prendeu,...

Mulher18 minutos atrás

Mulheres dominam People’s Choice Awards: Boca Rosa e Manu Gavassi concorrem

Reprodução Manu Gavassi, Bianca Andrade e Maísa Silva concorrem a influenciadores brasileiros O People’s Choice Awards divulgou, nesta quinta-feira (1),...

Economia18 minutos atrás

Petrobras pode vender refinarias, autoriza STF

Agência Brasil Congresso queria impedir a venda de oito das 13 unidades da Petrobras, alegando desvio de finalidade Nesta quinta-feira...

Nacional18 minutos atrás

Clarão sobre o Sul do Brasil foi causado por fenômeno usual; assista

Reprodução Evento astronômico iluminou a noite em Caxias do Sul Um  meteoro super luminoso penetrou a atmosfera terrestre  e cruzou...

Política33 minutos atrás

Animais: condomínios deverão notificar maus-tratos

Os condomínios, por meio de seus síndicos ou administradores, deverão comunicar aos órgãos de segurança pública sobre indícios de maus-tratos...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!