Connect with us

Estadual

Adolescente impedida de ingressar descalça em centro comercial deve ser indenizada

Published

on

O magistrado entendeu que a autora, menor de idade, foi submetida a uma conduta vexatória.

O juiz da 5ª Vara Cível de Vitória condenou um estabelecimento a indenizar uma adolescente que alegou ter sido impedida de entrar descalça em um centro de compras. Segundo o processo, a sandália da requerente arrebentou quando caminhava em direção ao local para encontrar seus pais.

A parte autora sustentou que eles chegaram a conversar com o segurança, esclarecendo que comprariam uma nova sandália, antes de iniciarem as compras regulares, contudo o segurança teria negado o ingresso da requerente.

O Centro de Compras, por sua vez, alegou que a negativa de ingresso descalço é uma norma que visa garantir a segurança dos consumidores no estabelecimento comercial, bem como as normas para ingresso estão afixadas na entrada do local. Além disso, o segurança que realizou a abordagem disse que o genitor da adolescente teria ficado exaltado e que não houve de fato um impedimento de ingresso, mas apenas uma orientação.

Já outra pessoa, que passava pelo local, contou que ficou indignada com a postura do segurança, que permitiu apenas o ingresso do pai da menor acompanhado de um segurança para fazer a compra da sandália, enquanto a menina deveria permanecer do lado externo da loja com outro segurança, o que não foi aceito.

Assim, diante dos fatos e das provas apresentadas, o magistrado concluiu que houve conduta abusiva por parte dos seguranças ao impedirem o ingresso da requerente, menor de idade, ainda que acompanhada de seu pai para a aquisição prévia de sandálias antes de iniciar suas compras.

“Apesar de se tratar de norma de segurança e de a requerida afirmar que as normas de ingresso estariam estampadas nos portões de entrada do estabelecimento, não seria razoável impedir o ingresso de menor de idade, acompanhada de seu genitor, sequer para que os mesmos pudessem adquirir novas sandálias para requerente, antes mesmo de realizarem as compras”, diz a sentença, na qual o juiz condenou o centro de compras a indenizar a autora em R$ 7 mil como reparação pela conduta vexatória à qual foi submetida.

Comente Abaixo
Estadual1 minuto ago

Festival da Cerveja vai movimentar Santa Maria de Jetibá

Que a cerveja artesanal caiu no gosto do capixaba, ninguém duvida! O melhor é saber que já temos belos espaços...

Estadual1 minuto ago

Sesport abre núcleos de futsal, ginástica rítmica e vôlei para crianças e adolescentes

A Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport) vai abrir, a partir desta terça-feira (28), três núcleos do programa Campeões de...

Estadual1 minuto ago

Recursos do Fundesul Presidente Kennedy são alternativa para atração de novos negócios no município

Com uma proposta de incentivo ao ambiente de negócios local que resultem, direta ou indiretamente, na geração de emprego e...

Estadual1 minuto ago

Qualifica-APS aumenta número de equipes no Espírito Santo

A Atenção Primária à Saúde (APS) vive uma nova realidade no Espírito Santo. O Governo do Estado, por meio da...

Estadual1 minuto ago

Espírito Santo aplica mais de 60 mil doses de vacinas no Dia D

O mutirão para imunizar a população do Espírito Santo, realizado no último sábado (25), alcançou a marca das 60.544 doses...

Policial1 minuto ago

14º Batalhão comemora 12 anos de instalação

Na última sexta-feira (24), o 14º Batalhão, com sede em Ibatiba, completou 12 anos de instalação na região serrana do...

Policial2 minutos ago

PM realiza diversas prisões e apreensões no fim de semana em Guarapari

No último fim de semana, policiais militares do 10º Batalhão realizaram prisões e apreensões ao patrulharem os bairros de Guarapari....

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana