conecte-se conosco


Carros e Motos

A nova Harley-Davidson Low Rider S em grande estilo

Publicado

em

source
Harley-Davidson arrow-options
Divulgação
A novísima Harley-Davidson Low Rider S foi avaliada nas estradas da Califórnia

Como faz todos os anos, a Harley-Davidson divulgou as novidades para sua linha de motocicletas 2020 para o mercado norte-americano. Além de pequenas alterações no line-up, a família Touring ganha mais tecnologia eletrônica, incluindo um sistema de conectividade com celular para configuração e monitoramento da motocicleta, assistente de ladeiras, controle de tração e atuação dinâmica dos freios ABS também em curvas.

LEIA MAIS: Harley-Davidson Road Glide Special roda suave e se mostra confortável

Harley-Davidson arrow-options
Divulgação
Jornalistas do mundo inteiro no lançamento da Harley-Davidson Low Rider S

Para o Brasil, no entanto, apenas foi confirmada a introdução de um novo modelo da linha Softail, a Harley-Davidson Low Rider S, que será lançada oficialmente em outubro.

A Harley-Davidson já mostrou essa nova motocicleta em uma apresentação estática para a imprensa no Autódromo de Interlagos, mas nós, aqui da Coluna Cultura da Motocicleta, já pudemos experimentar a novidade nas estradas da Califórnia. O iG foi o único portal brasileiro nesse grande evento internacional, que teve participação de jornalistas especializados do mundo inteiro.

A Harley-Davidson Low Rider S pertence à família Softail , que tem o motor Milwaukee-Eight 114 do tipo B, com dois balanceiros internos para compensar a não utilização de coxins na sua fixação ao quadro, como acontece com a família Touring. A Low Rider da Harley-Davidson não é total novidade, uma vez que essa versão já existiu na extinta família Dyna, que ainda utilizava o quadro antigo com dois amortecedores traseiros, mas esta versão é totalmente nova e surpreendeu pela harmonia do conjunto.

Estilo próprio

Harley-Davidson Low Rider S arrow-options
Gabriel Marazzi
A H-D Low Rider S posando em uma marina na cidade californiana de San Diego

Apesar de compartilhar quadro e motor com outros modelos da linha Softail, a nova Harley-Davidson Low Rider S tem um estilo próprio, com inspiração nas tradicionais cruisers californianas dos anos 50, estilo esse recriado nos anos 80 e conhecido como Low Rider.

Leia mais:  Veja 5 carros que foram pioneiros em suas tecnologias no Brasil

LEIA MAIS: Harley-Davidson CVO Limited 2019 reúne o melhor em sofisticação

O estilo Low Rider baseia-se ainda na customização mais simples, sem grandes alterações estruturais, justamente o que foi aplicado na nova motocicleta, que recebe, em contrapartida, uma grande dose de tecnologia mecânica no motor, nas suspensões e nos freios.

E foi justamente na avaliação dinâmica da motocicleta estradeira , pelas sinuosas estradas de excelente asfalto do sul da Califórnia, que essa preocupação com o desempenho pôde ser verificada.

Harley-Davidson Low Rider S arrow-options
Divulgação
Na Harley-Davidson Low Rider S as pernas do piloto ficam bastante dobradas

O visual da Harley-Davidson Low Rider S confirma sua simplicidade: banco individual, bastante baixo, pintura lisa, nas cores prata ou preto, com o grafismo da marca em baixo relevo no tanque, acabamento em preto fosco, incluindo os escapamentos, e uma pequena carenagem-bolha envolvendo o farol.

Sobre o tanque, um console preto reúne o velocímetro e o contagiros, ambos de mostrador analógico, alinhados verticalmente. A prioridade visual, no entanto, não está nas informações, mas sim na estrada à frente.

Como característica das Low Riders, o banco é baixo e as pedaleiras altas, o que incomoda, a princípio, pilotos de maior estatura – ou então com a barriguinha um tanto proeminente. As qualidades dinâmicas do modelo, no entanto, compensam essa característica e, com poucos minutos de estradas, já podemos curtir a pilotagem sem grandes preconceitos.

LEIA MAIS: Harley-Davidson Street Glide Special: espírito mais jovem da família Touring

Haley-Davidson Low Rider S arrow-options
Divulgação
As qualidades dinâmicas da Harley-Davidson Low Rider S logo surgem

O motor Milwaukee-Eight 114 de 1.868 cm3 de cilindrada é vigoroso e de funcionamento suave. Permite rodar tranquilamente a menos de 2.000 rpm, em velocidade de cruzeiro, e responde imediatamente com seu torque de 16,4 kgfm sem reclamar e sem pedir redução de marcha.

Leia mais:  Empresa cria esportivo com motor de Lada para montar em casa

Mesmo não se tratando de uma motocicleta esportiva, é possível brincar em curvas como nenhuma Low Rider tradicional poderia, graças às eficientes suspensões, a dianteira de garfo invertido e a traseira monoamortecida com regulagem manual de pré carga da mola. O ângulo de cáster foi reduzido de 30º, valor utilizado na antiga Low Rider Dyna, para 28º, justamente para melhorar a dirigibilidade em curvas.

Harley-Davidson arrow-options
Divulgação
A Harley-Davidson Low Rider S à beira da baía de San Diego, no Oceano Pacífico

O mais interessante, no entanto, são os freios, de atuação impecável e sem margem para sustos nas aproximações de curvas. O sistema ABS anti-travamento é de série nesse modelo.

Uma vez acostumado com a posição de pilotagem, os detalhes vão surgindo. Os dois relógios sobre o tanque informam bem velocidade e rotação do motor, porém ficam muito baixos em relação à estrada, obrigando ao piloto perder um pouco da concentração na estrada para inclinar a cabeça e visualizar as informações.

Já as informações do pequeno – muito pequeno – display de LCD na parte inferior do velocímetro, são quase impossíveis de serem visualizadas com total segurança, principalmente se houver reflexo do sol. O indicador digital das seis marchas engrenadas poderia ser maior.

Harley-Davidson arrow-options
Divulgação
A Harley-Davidson Low Rider S permite rodar suave, em baixas rotações

Um dia inteiro olhando para a estrada e para a motocicleta nos dá algumas ideias. A parte interna da pequena carenagem de farol bem que poderia alojar um display digital com caracteres de maior tamanho.

O visual low rider da Low Rider é simples e cativante. Para um eventual garupa, é necessário instalar, como acessório, um banquinho estofado no para-lama traseiro e um par de pedaleiras. O farol e a lanterna traseira são de leds.

Leia mais:  Volvo XC60 diesel: eficiência sueca

LEIA MAIS: De São Paulo a Tiradentes com a nova Honda Gold Wing

O percurso escolhido pela Harley-Davidson Motor Company para avaliação da H-D Low Rider S foi muito bem pensado. Saindo do hotel, no centro de San Diego, um pequeno trecho urbano, de trânsito leve. Em seguida, freway, a auto-estrada típica do oeste americano, onde a velocidade fica em torno das 70 milhas por hora (cerca de 112 km/h). Mesmo assim, os intrépidos volantes norte-americanos em seus automóveis nos passavam em maior velocidade.

Harley-Davidson arrow-options
Divulgação
Ótimos freios e suspensões na Harley-Davidson Low Rider S. Note as luzes de LED do farol e da lanterna

A diversão começou saindo da freeway, em estradas vicinais cheias de curvas e bom asfalto. Muitas vezes o relevo do sul da Califórnia nos presenteava com uma serrinha, para cima e para baixo. A H-D Low Rider se portou impecavelmente nessas condições.

Harley-Davidson arrow-options
Divulgação
Belo painel de instrumentos, só que de difícil visualização

A ser lançada oficialmente no próximo mês, a Harley-Davidson Low Rider S ainda não tem preço definido e estará disponível nas cores prata (Barracuda Silver) e preta (Vivid Black).

Fonte: IG Carros
Comentários do Facebook
publicidade

Carros e Motos

Pioneiro no Brasil, VW Golf “Mk3” inovou em segurança

Publicado

em

source

Motor Show

VW Golf arrow-options
Divulgação
VW Golf da terceira geração foi a primeira a chegar ao Brasil oficialmente, em meados dos anos 90

Como parte da contagem regressiva para o lançamento do novo Golf, a Volkswagen começou a relembrar na Europa os destaques de cada uma das gerações do modelo. Lançado na Europa em 1991, o Golf de terceira geração foi o primeiro a chegar oficialmente ao Brasil e inovou com uma série de equipamentos de segurança.

LEIA MAIS: VW Golf ganha três versões de despedida da atual 7ª geração

O VW Golf Mk3, como é popularmente conhecido, foi o primeiro a contar com airbags frontais e a opção das bolsas infláveis laterais. Outra novidade foi o motor VR6, o primeiro seis cilindros usado no hatch. O carro vendido na Europa foi ainda o primeiro equipado com freios ABS de série em todas as versões.

VW Golf arrow-options
Divulgação
VW Golf III vinha com airbag duplo de série, algo que seria obrigatório nos modelos nacionais a partir de 2014

No Brasil, o Golf Mk3 foi lançado em 1994. Importado do México, era trazido inicialmente apenas na versão esportiva GTI de duas portas, que trazia um motor 2.0 de 115 cv. No ano seguinte, a linha cresceu com a adição da versão de luxo GLX (que trazia o mesmo motor do GTI) e do básico GL, equipado com um motor 1.8 de 90 cv e que, curiosamente, foi trazido da Alemanha em seu primeiro ano no mercado brasileiro. Uma raridade eram as versões GTI VR6 , que traziam o motor 2.8 de 174 cv.

LEIA MAIS: Avaliamos o VW Golf GTE, versão híbrida com autonomia de até 900 km

A terceira geração do VW Golf hatch ficou em linha até 1997 (Europa) e 1999 (México). Já o conversível Cabrio seguiu até 2002, tendo recebido um facelift para ficar parecido com o hatch de quarta geração. No mercado brasileiro, o Mk3 foi substituído em 1998 pelo Mk4, que inicialmente era importado mas acabou se tornando o 1º a ganhar produção local.

Leia mais:  Volvo XC60 diesel: eficiência sueca

Fonte: IG Carros
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Estadual15 minutos atrás

Agenda das comissões traz prestação de contas de secretário da Saúde

A próxima semana (21 a 25 de outubro) da Assembleia Legislativa (Ales) contará com o secretário de Estado da Saúde, Nésio...

Estadual15 minutos atrás

Ales terá semana de atividades para servidores

Cultura, beleza, saúde e também gestão financeira. Na próxima semana os servidores da Assembleia Legislativa (Ales) serão homenageados com uma...

Estadual15 minutos atrás

Autismo: ausência de políticas públicas pauta sessão especial

Na primeira reunião da Frente Parlamentar em Defesa da Qualidade de Vida da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA),...

Estadual1 hora atrás

LOA e PPA: Defensoria reapresenta demandas

O cumprimento da Emenda Constitucional 80/2014, que determina quantidade de defensores públicos proporcional à demanda da população em cada Estado,...

Estadual1 hora atrás

TV Assembleia entrevista Coronel Quintino

O programa Com a Palavra desta segunda-feira (21) exibe a entrevista com o deputado Coronel Alexandre Quintino (PSL). Em seu...

Policial1 hora atrás

Operação conjunta apreende grande quantidade de drogas e prende três suspeitos em Marataízes

A equipe da 9ª Delegacia Regional (DR) de Itapemirim, em parceria com a Polícia Militar (PMES) e a Guarda Municipal...

Policial1 hora atrás

Policiais civis prendem associação criminosa que realizava roubos na Serra

A equipe do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic) prendeu três suspeitos e apreendeu um adolescente, todos envolvidos em um...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana