conecte-se conosco


Entretenimento

A herança de João Gilberto

Publicado

em

IstoÉ

A morte do músico baiano João Gilberto se reveste de simbolismo. O maior intérprete do Brasil, o consagrado pai da Bossa Nova se foi depois de o Brasil ter acabado — ou, pelo menos, o Brasil que ele ajudou a construir. Um país moderno, inovador e otimista que surgiu no governo de Juscelino Kubitschek, de 1955 a 1960, com a fundação de Brasília, a poesia concreta, o Cinema Novo e teatro de vanguarda.

Leia também: Jornais de todo o mundo destacam a influência de João Gilberto e da bossa nova

João Gilberto arrow-options
IstoÉ Gente/Divulgação
João Gilberto

A inovação musical se deu com a Bossa Nova, estilo criado por João Gilberto que conquistou o mundo. Seu desaparecimento faz pensar como ele deixou de ser conhecido pelo público local e por que o Brasil não soube se consolidar na cultura mundial com a Bossa Nova.

João Gilberto realizou uma tamanha proeza que virou divindade aos ouvidos dos melômanos. Poucos pensavam que ele poderia morrer. Deu o último suspiro às 15h do sábado, 6 de junho, 27 dias após ter completado 88 anos. Estava no apartamento em que morava, no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro, com a mulher, a moçambicana Maria do Céu Harris, uma cuidadora e um secretário.

A causa da morte não foi revelada. Ele tinha problemas de saúde havia anos. O velório foi o último espetáculo de uma carreira repleta de canções de sucesso e imbróglios patrimoniais. Os conflitos familiares vieram à tona na cerimônia, que ocorreu na manhã de 8 de julho, no Teatro Municipal.

Leia também: Neta de João Gilberto usa página para compartilhar fotos e vídeos com avô

A despedida contou com centenas de pessoas e familiares, incluindo as duas filhas, Bebel e Luísa, a neta, Sofia, e ex-mulheres. Foi o primeiro velório no local com área VIP para a família. Seu filho, o produtor João Marcelo, de 59 anos, não compareceu, justificando que não podia sair de Nova Jersey, onde mora, por causa do visto de trabalho vencido. Mas criticou o “teatro” em torno do velório do pai, “tudo o que ele não queria”. Menos espetacular, o enterro ocorreu à tarde, em Niterói.

Leia mais:  Emilia Clarke rebate críticas sobre nudezexcessiva e enaltece “Game of Thrones”

João preferia cantar a viver. Morreu coberto de glórias e dívidas. Tinha sido despejado do apartamento onde vivera por três décadas e passou a depender da família. Filhos e ex-mulheres se engalfinharam pela herança.

Para o escritor Ruy Castro , o músico viveu bem, mas não soube gerir a carreira: “Espero que pelo menos parte do que ele cantou em casa nos últimos 20 anos tenha sido gravado e possa ser trabalhado por alguém em quem ele confiasse e lançado em álbum. ‘Mas será que é bom?’, perguntará alguém. E eu direi: ‘Tenho certeza. Pelo que sei, ele cantava para as paredes como se cantasse no Municipal’”.

Se a herança é disputada, o legado se comprova unânime. “João ensinou tudo o que sei de música e de vida”, diz o músico Roberto Menescal. “A gente se reunia no apartamento da Nara Leão, em Copacabana, cantava baixinho e buscava a tal batida do samba. João surgiu, reduziu o samba a percussões mínimas do tamborim e fez-se o som. Ele gostou do nosso canto porque, segundo ele, assim não ninguém perturbava a vizinhança. Chamávamos aquilo de samba moderno. Só depois veio o termo Bossa Nova.”

Em 1962, Menescal seguiu com João e a turma para um show no Carnegie Hall, em Nova York. “Todos ficaram por lá, menos eu”, diz. “Voltei para casar.” Até hoje, a Bossa Nova goza mais de projeção no exterior do que no Brasil.

O impacto foi incomensurável, diz o pesquisador e produtor Zuza Homen de Mello: “Nunca houve nenhum artista tão impactante quanto ele.” De acordo com o crítico Tárik de Souza, a longevidade da Bossa Nova se apoia na sonoridade perfeita: “João chamou atenção por ter alterado a estrutura da música”, afirma.“Foi a pessoa com maior poder mental que já conheci.” 

Leia mais:  Roberta Miranda socorre fã que passou mal em show: “O mínimo que poderia fazer “

Hoje, poucos brasileiros ouvem bossa, o que compromete o futuro do ritmo. “Eles preferem pancadão e sertanejo à bossa, que se converteu em um nicho para ouvintes sofisticados”, diz Tárik. O desrespeito à memória típico dos brasileiros leva Zuza a temer um possível uso turístico.

João Gilberto arrow-options
IstoÉ Gente/Divulgação
João Gilberto

Leia também: Lenda da bossa nova, João Gilberto morre aos 88 anos

Cita o Beco das Garrafas, no Rio, berço do gênero. “Não ficaria surpreso se alguém tornar o local uma casa de espetáculos sertaneja. Aí, sim, fará sucesso.” Menescal explica a regressão auditiva nacional com uma regra simples: “O brasileiro produz música de qualidade, mas consome lixo”.

Fonte: IG Gente
Comentários do Facebook
publicidade

Entretenimento

Será? Harry Styles pode ser o Príncipe Eric no live-action de “A Pequena Sereia”

Publicado

em

Depois do polêmico anúncio de Halle Bailey, Harry Styles, ex-integrante da banda One Direction, está prestes a se tornar o Príncipe Eric em “A Pequena Sereia”. 

Leia também: Disney divulga primeira imagem da versão live-action do clássico “Mulan”

Harry Styles e Príncipe Eric arrow-options
Divulgação
Harry Styles e Príncipe Eric

Segundo o site Collider , Harry Styles está em negociações para interpretar o interesse romântico de Ariel no live-action de ” A Pequena Sereia “.

Leia também: Conheça Halle Bailey, atriz negra que viverá Ariel em “A Pequena Sereia”

Até então, com exceção de Halle Bailey , nenhum outro ator foi confirmado no elenco. Todavia, especulações vem movimentando as redes sociais. Segundo boatos, Melissa McCarthy está sendo cotada para Ursula, Jacob Tremblay para Linguado e Awkwafina para Sabidão.

Leia também: “A Pequena Sereia” cativa com toques nacionais sem perder a essência da animação

Até o momento nem a Disney nem Harry Styles confirmaram a informação.

Fonte: IG Gente
Comentários do Facebook
Leia mais:  Solteira, Musa da Lava Jato, Luciane Hoepers posa nua e diz que ‘assusta’ os pretendentes
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Regional28 minutos atrás

Corpo carbonizado é encontrado em plantação de eucaliptos em Aracruz

Cadáver estava em estado de decomposição avançado; exame ainda apontará a causa da morte O corpo de um homem foi...

Agricultura32 minutos atrás

Fiscais Federais Agropecuários contribuem em ações de combate ao tráfico de drogas

O Ministério da Agricultura, através dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários, vem contribuindo nas operações de combate ao tráfico de drogas...

Agricultura32 minutos atrás

Ministra Tereza Cristina fará abertura de reunião de vice-ministros da Agricultura do Brics

Nesta quarta-feira (17), a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), acompanhada do secretário-executivo, Marcos Montes, dará as boas-vindas aos...

Agricultura32 minutos atrás

Capacitação visa aumentar compras da agricultura familiar para escolas e outros órgãos públicos

Servidores que trabalham com licitação, contratos e em área de nutrição voltados para a compra de alimentos destinados a instituições...

Agricultura32 minutos atrás

Preços de frutas e hortaliças ficaram mais baratos em junho, de acordo com a Conab

As frutas de maior consumo na mesa dos brasileiros como banana, laranja, melancia e maçã apresentaram queda nos preços no...

Saúde32 minutos atrás

384 casos de sarampo são confirmados de janeiro a julho no estado de São Paulo

De janeiro a 15 de julho deste ano, a Secretaria Estadual de Saúde confirmou 384 casos de sarampo no estado...

Saúde32 minutos atrás

Ministério da Saúde suspende fabricação de 19 remédios; confira a lista

Nas últimas três semanas, o Ministério da Saúde rompeu contratos firmados com laboratórios de produção de remédios que eram distribuídos...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana