Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
conecte-se conosco


Nacional

TSE conclui apuração e diz que 117 milhões de eleitores foram às urnas

Publicado

em


Número de abstenções no primeiro turno das eleições 2018 é o maior desde 1998
Nelson Jr./ ASICS/ TSE

Número de abstenções no primeiro turno das eleições 2018 é o maior desde 1998

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta terça-feira a conclusão da apuração dos votos do primeiro turno das Eleições 2018 . Do total de 147.306.295 eleitores, 117.364.560 compareceram às urnas, número equivalente a 79,67% do eleitorado.

Os votos válidos totalizaram 107.050.673, equivalentes a 91,21%. O total de votos nulos foi de 7.206.205, equivalentes a 6,14%, e os votos brancos somaram 3.106.936 (2,65%). Já a abstenção alcançou 29.941.265 e representou 20,33%. Foram apuradas 454.490 urnas no primeiro turno das eleições 2018, a última delas na cidade de Houston, nos EUA.

Comparados com os números das últimas eleições gerais, a abstenção, votos nulos e em branco (29,12%) apresentam uma tendência de crescimento. As taxas de abstenção e voto nulo neste ano são as mais altas desde 1998.

Pelos resultados, será realizado um segundo turno de votação para o próximo presidente da República, assim como os governadores de 13 estados (Amazonas, Amapá, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio Grande do Sul, Rondônia, Rio Grande do Norte, Sergipe, Roraima, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo ) e do Distrito Federal. A próxima votação acontece no dia 28 de outubro.

No primeiro turno das eleições presidenciais, o candidato que recebeu o maior número de votos foi Jair Bolsonaro, com 49.276.990 (46,03% dos votos válidos). Ele disputará o segundo turno com Fernando Haddad, que obteve 31.342.005 (29,28%). 

Primeiro turno das eleições evidenciou polarização


Primeiro turno das eleições levou Bolsonaro e Haddad para disputa no segundo turno
Agência Brasil/Tânia Regô e Marcelo Camargo

Primeiro turno das eleições levou Bolsonaro e Haddad para disputa no segundo turno

O resultado no âmbito nacional salienta a polarização entre forças anti-PT e anti-Bolsonaro, que deram o tom de toda a campanha eleitoral. Os dois candidatos que avançam ao segundo turno da eleição são também aqueles que detêm os maiores índices de rejeição.

Leia mais:  Defesa de Adelio Bispo diz que discurso de ódio motivou ataque a Bolsonaro

De acordo com as últimas pesquisas de intenções de voto, Jair Bolsonaro é favorito a vencer a disputa contra Haddad, mas os dois empatam dentro da margem de erro.

O resultado também marca o derretimento de figuras tradicionais e até então populares da política brasileira, a começar por Marina Silva (Rede Sustentabilidade). Dona de mais de 22 milhões de votos nas eleições de 2014, a ex-ministra do Meio Ambiente surgia na pré-campanha como principal candidata a desafiar Bolsonaro em um cenário sem Lula, mas não conseguiu cativar o eleitorado com sua proposta de terceira via.

Após a confirmação de  Fernando Haddad na disputa, o que se viu foi uma ininterrupta desidratação de Marina, que perdeu para candidatos como Cabo Daciolo (Avante) e João Amoêdo (Novo) e corre o risco de ficar sem relevância no cenário nacional.

Geraldo Alckmin (PSDB) também sai menor do que entrou em sua segunda corrida presidencial. O preferido do “centrão” fica abixo dos 5% dos votos, apesar de ter dominado metade do tempo destinado aos candidatos na propaganda eleitoral em rádio e TV.

Parte de seus aliados abandonou a campanha antes mesmo do fim, aderindo ao ascendente Bolsonaro. O posicionamento do PSDB no segundo turno permanece uma incógnita, e analistas cogitam até um “racha” entre caciques do partido, como Fernando Henrique Cardoso e Tasso Jereissati, e as alas mais jovens.

Amoêdo, por sua vez, colocou o partido Novo, surgido na esteira dos protestos pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, à frente de nomes mais tradicionais, como Marina, ou com campanhas mais caras, como a de Henrique Meirelles (MDB), no primeiro turno das eleições . A legenda ainda pode ter uma oportunidade de mostrar rapidamente como seria no poder, caso vença o segundo turno em Minas Gerais com Romeu Zema .

Leia mais:  Acompanhe ao vivo o debate da Globo entre os candidatos à Presidência

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Para eleitor, Bolsonaro é representante da elite; Haddad, dos pobres, diz Ibope

Publicado

em


Haddad é visto como o defensor dos pobres e das mulheres; Bolsonaro é o candidato dos ricos e dos jovens
iG Arte

Haddad é visto como o defensor dos pobres e das mulheres; Bolsonaro é o candidato dos ricos e dos jovens

A maioria do eleitorado do País considera que o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, seja um representante dos interesses dos ricos, dos bancos, dos agricultores e dos empresários no segundo turno das eleições 2018. O candidato do PT, Fernando Haddad, por sua vez, é visto como o defensor dos pobres, das mulheres, dos aposentados e dos trabalhadores. 

Os dados são da pesqusia Ibope , divulgada na noite desta segunda-feira (15). O levantamento abordou os entrevistados com perguntas como “quem representa melhor os interesses” de uma série de setores. Dadas as respostas, o instituto contabilizou a percentagem de eleitores que consideram Haddad e Bolsonaro representante dos setores – como o defensor dos pobres e o candidato da elite. 

Ao todo, 65% consideram que Bolsonaro seja o candidato dos ricos , enquanto 22% pensam o mesmo sobre Haddad. Em meio a isso, entre os eleitores que ganham mais de cinco salários mínimos, o presidenciável do PSL é visto como representante da elite por 70%. 

Em contraposição, Fernando Haddad é visto, por 48% dos eleitores, como aquele presidenciável que vai defender os interesses dos eleitores de menor poder aquisitivo. Outros 27% acham o mesmo de Bolsonaro. Entre os eleitores que ganham até um salário mínimo, 62% acham que Haddad é o representante dos mais pobres. 

Leia também: Bolsonaro ataca o PT e exalta sua própria campanha na TV, mas esquece propostas

A pesquisa Ibope ouviu 2.506 eleitores, em questionários que foram feitos nos dias 13 e 14 de outubro. A margem de erro do levantamento é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo BR-01112/2018.

Leia mais:  Acompanhe ao vivo o debate da Globo entre os candidatos à Presidência

Além da questão financeira, outros setores foram investigados pelo Ibope. Segundo a pesquisa, 42% acham que Jair Bolsonaro é o candidato de olho na agricultura (ante 40% de Haddad); 40% consideram o candidato do PSL como o defesor do meio ambiente (ante 39% de Haddad); e 46% caracterizam Bolsonaro como o candidato dos mais jovens (frente a 39% que acham o mesmo de Haddad).

De acordo com o Ibope, Bolsonaro é considerado também um defensor dos interesses do empresariado (65%) e dos bancos (54%).

Leia também: TSE convoca campanhas de Haddad e Bolsonaro para falar de fake news

Em compensação, 44% consideram Haddad o candidato que vai tocar projetos a favor dos aposentados (39% para Bolsonaro) e 47% acham que o petista vai governar para os trabalhadores (42% acham o mesmo de Bolsonaro). Além de ser o defensor dos pobres , Haddad também é visto como o candidato das mulheres por 48% (frente a 37% de Bolsonaro). 

Continue lendo
Entretenimento4 minutos atrás

Maria Beltrão posta foto antiga com Christiane Pelajo e ganha elogios web

Maria Beltrão compartilhou uma sequência de fotos em seu Instagram para celebrar o aniversário de 22 anos do canal pago...

Esportes7 minutos atrás

De saída da McLaren, Vandoorne se juntará a Felipe Massa na Fórmula E em 2019

Divulgação McLaren anunciou a saída do belga Stoffel Vandoorne da atual temporada da F1. O piloto irá para Fórmula E...

Esportes7 minutos atrás

Temporada 2018-19 da NBA terá mais de 100 estrangeiros pelo quinto ano seguido

A temporada 2018-19 da NBA vai começar nesta terça-feira. E antes da bola voltar a subir, a liga anunciou que...

Agricultura53 minutos atrás

Amazônia produz robustas finos e cafés especiais com aromas diferenciados

A produção total de cafés no estado de Rondônia na safra 2018 foi calculada em 1,98 milhão de sacas de...

Economia56 minutos atrás

Maioria das privatizações previstas por Temer não sairá do papel neste ano

Anderson Riedel / PR Muitas privatizações previstas por Temer não sairão do papel em 2018 Somente 21 dos 88 projetos...

Economia56 minutos atrás

Setor de serviços cresce 1,2% em agosto e tem menor queda anual desde 2015

shutterstock Setor de serviços cresceu 1,2% em agosto, diz IBGE O setor de serviços do Brasil cresceu 1,2% na comparação...

Mulher1 hora atrás

Mulher traindo o marido é descoberta por conta do Google Street View

O Google Street View serviu para ajudar muitas pessoas pelo mundo todo, fazendo com que elas pudessem abolir os pesados...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana